O que é SDN? Entenda o conceito de software defined network

07 de Dezembro de 2018 por Stefanini

Você já ouviu falar em SDN (software defined network)?

Conhecida também como "rede definida por software", essa tendência vem ganhando cada vez mais espaço no contexto da transformação digital e dos novos recursos tecnológicos. 

Levando a relevância do assunto em consideração, desenvolvemos este artigo para explicá-lo. Ao longo do texto, você entenderá no que consiste a SDN, quando ele apareceu e quais vantagens ele pode trazer para a sua empresa. Boa leitura!

O que é software defined network e quais são suas origens?

A SDN nada mais é do que uma forma de conceber a arquitetura de redes entre computadores. A principal diferença em relação aos modelos tradicionais é que ela permite controlar a rede de maneira centralizada, por meio aplicativos de software. Na prática, isso ajuda a operadora a gerenciar toda a rede com maior consistência, independentemente da tecnologia subjacente que é utilizada.

Como o próprio nome sugere, ela utiliza software em vez de dispositivos especializados para gerenciar serviços de redes e aplicativos. Além de conferir maior mobilidade aos sistemas, viabiliza o fornecimento de aplicativos expansíveis, feitos sob demanda.

Com ela, o provisionamento da malha não esbarra em limitações de hardware, tendo em vista que o sistema é centralizado — um monitoramento inteligente é feito para adaptá-la automaticamente de acordo com as condições. Em suma, é uma forma de digitalizar a rede.

Ela surgiu por conta da necessidade de automatizar, escalar e otimizar as redes, a fim de lidar melhor com aplicações advindas da nuvem pública, de serviços privativos de armazenamento e também dos bancos de dados. Ou seja, foi desenvolvida para acompanhar as mudanças pelas quais as provedoras de serviço e operadoras têm passado nos últimos anos. 

Afinal, o crescimento gigantesco dos conteúdos multimídia e o impacto exercido por dispositivos como tablets e smartphones geraram uma demanda que os antigos modelos de negócio não conseguiam atender. Nesse rico cenário de transformação, ela despontou como uma solução capaz de alterar as bases do design e das operações de rede. 

No próximo tópico, explicaremos quais são os maiores benefícios que ela pode trazer para a sua empresa. Continue lendo para saber mais!

Quais são os principais benefícios de uma SDN?

Confira as principais vantagens que a rede definida por software traz para uma organização. 

Redução de custos

Como mantém o tráfego fluindo sem problemas e auxilia com uma resolução de problemas quase instantânea, é bem provável que o departamento de TI (Tecnologia da Informação) veja uma redução de custos acontecer em pouco tempo.

Um hardware feito sob medida, por exemplo, tende a ser um investimento bastante alto. Por barrar as limitações e permitir que os custos sejam proporcionais ao consumo, a SDN tende a gerar uma economia no longo prazo. Ela também auxilia na melhoria de qualidade dos serviços e/ou produtos oferecidos pela organização ao consumidor final. 

Além disso, você poderá centralizar:

  • monitoramento;
  • configuração;
  • gerenciamento;
  • distribuição de serviços;
  • controle;
  • automação de nuvem.

Se levarmos em consideração as tendências alinhadas ao novo futuro, em que a centralização terá ainda mais espaço e efetividade, esse tipo de rede pode proporcionar ganhos operacionais incríveis. 

A boa notícia é que a implementação de redes definidas por software sequer exige altos investimentos. Aliás, vale ressaltar que alguns recursos são disponibilizados gratuitamente ou integrados ao sistema operacional responsável.

Controle sobre o tráfego

Por meio do console de gerenciamento das software defined networks, você pode estabelecer regras sobre como ocorrerá o tráfego. Assim, há como aprimorar o fornecimento geral de conteúdo, garantindo uma experiência de navegação agradável aos usuários. 

Ela ainda possibilita que o comportamento da rede seja controlado pelo software localizado além dos dispositivos que fornecem conectividade física. O resultado mais evidente disso é que as operadoras podem ajustar o comportamento de suas SDNs para dar um suporte melhor aos novos serviços, o que também se estende aos clientes individuais.

Sendo assim, ao dissociar o software do hardware, é perfeitamente viável apresentar serviços inovadores com agilidade, sem as restrições que costumamos notar em plataformas fechadas.

Redes mais inteligentes

Uma rede desse tipo contribui para que colaboradores responsáveis ou prestadores de serviço criem soluções para reduzir o tempo de inatividade. Assim, não há nenhum impedimento em fazer o melhor planejamento de recuperação. Ele é absolutamente necessário em casos extremos. 

O gerenciamento de recursos, conforme mencionado ao longo do artigo, também pode ser feito com mais inteligência. Em uma SDN, os dispositivos funcionam autonomamente, com reconhecimento limitado do estado da rede.

A partir disso, controle, restauração, segurança e as políticas de largura de banda podem ser otimizados. A empresa ganha um panorama completo sobre a rede e escolhe como utilizá-la de acordo com as suas necessidades. 

Por que e quando escolher uma SDN?

Nunca se esqueça de que, mais do que uma tecnologia, uma SDN é um conceito amplo. Assim como a computação em nuvem e algumas ferramentas embasadas na Inteligência Artificial, ela surgiu como uma resposta de adaptação para outras mudanças.

Como se não bastassem as vantagens listadas neste texto, uma software defined network melhora consideravelmente o tempo de resposta às requisições feitas pelos usuários. Com o passar do tempo, elas tendem a ficar mais numerosas e qualificadas, exigindo sistemas complexos e capazes de acompanhá-las — como as SDNs. 

Sua organização deve escolher uma boa SDN quando sentir a necessidade de controlar a computação da rede com uma interface de programação bem-definida. Isso não é à toa, já que ela funciona como uma ponte entre aplicações, redes e hardware. Desse modo, ela também é útil para garantir a competitividade da empresa.

Conforme as pesquisas avançam nesse sentido, fica ainda mais claro como as SDNs serão determinantes para quem pretende transmitir conteúdo de alguma forma. Portanto, não se esqueça do cliente e pense sempre em oferecer o que há de melhor para ele. A SDN é uma evolução alinhada às novas tecnologias, sendo fundamental conhecê-la profundamente antes de implementá-la em seu negócio.

Agora que você já sabe o que é uma software defined network, aproveite para entrar em contato conosco. Nós podemos ajudar a sua empresa a crescer!

Solicite uma proposta dos nossos especialistas