Futuro da Inteligência Artificial: descubra o que vem por aí!

11 de Abril de 2019 por Stefanini

A era da transformação digital invadiu definitivamente o mercado. Com isso, cada vez mais empresas adotam a inovação tecnológica como mecanismo de crescimento, já que trata-se de uma estratégia que ajuda a diversificar os negócios e ser mais eficiente nos processos empresariais. Nesse sentido, um tema bastante discutido no âmbito corporativo é o futuro da Inteligência Artificial (IA).

Não é de hoje que essa tecnologia chama a atenção das empresas. Acontece que, nas últimas décadas, ela deixou de ser mero tema de ficção científica e se tornou uma realidade no mundo dos negócios. Entretanto, é natural se deparar com uma série de dúvidas sobre seu funcionamento.

Afinal, você sabe exatamente como funciona a IA e quais são as perspectivas para seu uso no futuro próximo? Se você tem alguma dúvida, este post é para você!

Aqui você encontrará tudo que deve saber sobre Inteligência Artificial e suas aplicações nas empresas. Confira!

A Inteligência Artificial

A tecnologia da Inteligência Artificial — que pode ser tratada como um conceito ou uma área de pesquisa e estudos — faz referência à capacidade de um sistema de simular a cognição humana e seu raciocínio. Em outras palavras, trata-se de uma tentativa de reproduzir a inteligência do ser humano em uma máquina.

O objetivo é desenvolver um sistema digital que seja capaz de se comportar como a nossa mente: identificando padrões, realizando análises e, assim, compreendendo informações e eventos.

É claro que, em geral, estamos falando de aplicações direcionadas para atividades específicas. Ou seja, a IA é empregada pontualmente para desempenhar uma função para a qual ela está programada.

Um bom exemplo disso são os chatbots. Em resumo, são robôs digitais criados para conversar com pessoas reais, como se fossem também seres humanos — uma espécie de assistente virtual. No atendimento ao cliente, eles são usados para dar informações e tirar dúvidas dos usuários que entram em contato pelo chat online.

Essa é apenas uma das diversas aplicações que a Inteligência Artificial tem no mundo corporativo.

A aplicação nas empresas

Um tipo importante de aplicação da Inteligência Artificial é o Machine Learning. É comum que algumas pessoas confundam os termos ou acreditem que se trata da mesma coisa, mas é fundamental entender suas diferenças.

O Machine Learning é, na verdade, um tipo de IA. A diferença é que o sistema é capaz de aprender conforme é utilizado e, com base nos dados coletados, realizar autoajustes para melhorar sua própria performance.

Nesse sentido, um bom uso da IA pode ser observado na maioria das aplicações da Google. Por meio dos dados coletados dos usuários, o Machine Learning é utilizado para que os apps aprendam suas preferências. O tradutor, por exemplo, coleta dados continuamente para melhorar seu funcionamento.

O reconhecimento de voz — seja do Android, seja do iOS ou de outras plataformas para smartphone — também usa IA para aprimorar sua compreensão daquilo que o usuário diz, por meio do Processamento de Linguagem Natural (PLN). As aplicações são variadas.

Recentemente, escritórios de advocacia têm empregado a IA para analisar de forma automática alguns casos e encontrar padrões em outros já registrados no sistema. Assim, eles assumem um trabalho mais braçal dos advogados, avaliando grandes volumes de documentos e gerando insights sobre como proceder para ter mais sucesso.

Com isso, as previsões para o futuro são extremamente animadoras.

As 4 grandes tendências para o futuro

O cenário atual nos mostra que a IA tem uma ampla gama de aplicações. Assim, um bom projeto pode colocá-la para trabalhar a nosso favor, independentemente do nicho de mercado em questão. Logo, algumas das tendências que vêm sendo muito aguardadas estão relacionadas aos serviços públicos ou de atendimento direto à população. Confira a seguir.

1. Veículos autônomos

O transporte público se aproxima a passos largos da adoção dos veículos autônomos. O papel da IA, nesse caso, é relacionar sistemas de localização espacial e controle mecânico para tomar decisões inteligentes a todo momento. Os carros identificam obstáculos e, ao mesmo tempo, otimizam as rotas para garantir um trânsito mais seguro e ágil.

2. Monitoramento de condições de saúde

Já é possível encontrar relógios inteligentes (smartwatches) que monitoram biomarcadores como o ritmo cardíaco. Esse tipo de monitoramento deve ser expandido para outras condições de saúde, justamente devido à capacidade da IA. Métricas para acompanhar em tempo real a taxa de glicemia em diabéticos, por exemplo, estão entre as aplicações mais promissoras.

A tendência é que possamos, cada vez mais, monitorar nosso organismo e identificar questões diversas a serem tratadas. Isso não significa necessariamente ir ao médico, mas tomar medidas simples como melhorar a alimentação ou praticar mais atividade física.

3. Segurança de dados

cibersegurança é um assunto de extrema importância para o mercado — e a IA já tem sido adotada para fortalecê-la. Em servidores de e-mail, por exemplo, ela ajuda a identificar ameaças de phishing ou links perigosos. A tendência é que ela seja adotada também em sistemas de antivírus e no desenvolvimento de ferramentas mais eficientes para o combate aos cibercriminosos.

4. Novas formas de comunicação

Um experimento curioso feito pelo Facebook fez com que chatbots que negociavam entre si criassem a própria linguagem de comunicação. Estamos falando, é claro, de uma linguagem não humana. No entanto, um ponto positivo é que esse fato abriu caminho para a possibilidade de criação de formas otimizadas de comunicação entre máquinas — algo que pode ser utilizado para incentivar a troca de dados digitais, potencializando diversas soluções.

A Inteligência Artificial e a melhoria do desempenho das empresas

O caso dos escritórios de advocacia, citado anteriormente, é um bom exemplo de como a IA pode ser aplicada em diversas atividades para otimizar o desempenho das empresas. Na prática, estamos falando não só de transferir para um sistema digital a execução de atividades repetitivas, mas também de contar com a tecnologia para tomar decisões mais inteligentes.

Na Indústria 4.0, a IA já vem sendo utilizada nos processos industriais. Com sensores nas máquinas e uma comunicação via Internet das Coisas (IoT), por exemplo, são captados dados de desempenho para processamento em uma solução de Analytics. O papel da IA é identificar padrões e anomalias de comportamento que indiquem que uma máquina está prestes a quebrar.

Assim, a manutenção entra em ação de forma prescritiva, antes mesmo de a quebra ocorrer. A tendência é que, na mesma lógica, diversos setores do mercado se beneficiem amplamente da aplicação desse tipo de tecnologia, elevando a produtividade a um patamar jamais visto.

São mudanças que afetam não só os processos operacionais, mas a estrutura dos negócios. Por isso, leve o assunto para sua empresa e veja o que o futuro da Inteligência Artificial reserva para vocês. Em pouco tempo, uma verdadeira revolução pode ocorrer no modo como sua organização encara o mercado em que atua!

Se gostou do post, compartilhe nas redes sociais e veja o que seus colegas esperam da IA nos próximos anos!

Compartilhe:
Veja mais sobre inteligencia_artificial

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas