Como enfrentar os principais desafios de migração para a nuvem?

15 de Fevereiro de 2019 por Stefanini

De acordo com o estudo "A conectividade nas empresas brasileiras", a migração para a nuvem cresceu de 8 para 17% no Brasil. Trata-se da melhor solução para os negócios que desejam obter benefícios em segurança, armazenamento e backup de qualidade (entre outras vantagens).

Ainda assim, existem alguns desafios na cloud computing que precisam ser levados em consideração antes que o serviço seja implementado na infraestrutura de tecnologia da informação (TI) de uma companhia.

A taxa de crescimento para a cloud computing supera os 60%. Dados da Global Data também apontam que 94% das empresas devem utilizar a nuvem até 2020!

Quer aproveitar todo esse potencial? Neste artigo, Eduardo Terzella, Cloud Engineer na Stefanini, explica o que fazer para contornar os 5 principais desafios da migração para a nuvem e obter ótimos resultados no seu negócio!

Migração de dados para nuvem: uma tendência evolutiva

Com a crescente interdependência das empresas com a tecnologia, as aplicações precisam estar cada vez mais disponíveis e escaláveis, sem que isso impacte no preço e na qualidade das entregas. A nuvem, alinhada aos processos de TI, atende a todas essas demandas, de forma transparente e simples.

Por ser uma solução que descomplica a gestão dos recursos na infraestrutura de tecnologia, a cloud computing também garante vários benefícios. Por exemplo, aumento da produtividade e da segurança, uma vez que a solução permite a recuperação dos dados e informações em caso de desastres, além de possibilitar o acesso remoto em seus equipamentos.

A nuvem é uma tendência evolutiva que entrega vantagem competitiva para a empresa e propicia o foco na experiência final do usuário. Quais são as consequências? O aumento na produtividade e a otimização da rotina profissional.

Porém, existem alguns desafios que devem ser observados pela empresa que deseja realizar a migração para a nuvem. Entenda a seguir!

Cloud computing: 5 principais desafios

A computação em nuvem não pode ser resumida a máquinas virtuais que armazenam dados. Para garantir sua eficiência como ferramenta de negócio, é necessária uma análise robusta que permita compreender o tempo de uso da solução e a necessidade dos recursos alocados.

Além disso, existem obstáculos a serem superados com relação à transferência das informações para a nuvem. São eles:

  • planejamento de migração efetivo;
  • escolha do melhor fornecedor;
  • previsibilidade dos gastos no gerenciamento da nuvem;
  • atenção à segurança;
  • necessidade de adequação da infraestrutura.

Veja como proceder para obter bons resultados na migração

Desafios para a migração: como superar

Os processos customizáveis da cloud computing permitem que a solução seja adaptada à realidade da empresa. Ainda assim, é importante observar alguns pontos que impactam diretamente nos resultados.

1. Realize um bom planejamento de migração

Antes de adotar uma infraestrutura em nuvem, é essencial realizar um profundo planejamento estratégico, para que a implementação da cloud computing não funcione apenas como uma transferência de problema.

Com o intuito de disseminar e aprimorar os conhecimentos em nuvem dentro das organizações, a migração gradual dos serviços deve apoiar e superar os receios do empresário, quebrando alguns paradigmas. Deve-se mostrar que elasticidade e pagamento pelo uso são características altamente benéficas dessa estrutura.

Além disso, é preciso selecionar os serviços adequados, garantindo ainda um acompanhamento efetivo sobre o uso dos recursos — para que o cliente não seja surpreendido por gastos acima do que foi planejado.

Estruturando um plano de ação

Ao planejar a migração para a nuvem, é importante:

  • contar com opinião especializada;
  • definir a modalidade de nuvem ideal: pública, privada ou híbrida;
  • identificar qual tipo de service cloud model se encaixa melhor na sua necessidade;
  • ter um time multidisciplinar e capacitado na entrega e sustentação de serviços em cloud;
  • focar no serviço que será migrado, levantando os principais componentes e fazendo um paralelo com as entregas em nuvem nos dias atuais;
  • se necessário, identificar quais serviços serão migrados em modelo AS-IS, mantendo a arquitetura atual do serviço;
  • estabelecer os serviços que podem ter sua arquitetura, código ou processo ajustados para se beneficiar das características da nuvem, consumindo os recursos de forma inteligente — por exemplo: Object Storage, DBaaS, Serverless, LBaaS etc.;
  • ter atenção aos recursos básicos que podem elevar o valor da conta no final do mês, como: tráfego de rede, consumo de IOPS e replicação de dados.

Os cuidados citados acima levam aos próximos pontos de atenção, que serão determinantes para o sucesso da implementação.

2. Seja criterioso na seleção do fornecedor ideal

Ao optar pela migração para a nuvem, é essencial buscar por um fornecedor que tenha um modelo de serviço que se adeque às necessidades da sua empresa. Busque por referências e avalie a credibilidade do possível parceiro, para que o aumento da produtividade seja real. Analise e compare ofertas, buscando não apenas pelo melhor valor, mas também pela solução que pareça mais sólida.

3. Faça um bom gerenciamento da nuvem

A migração para a nuvem apresenta bons resultados quando a experiência dos serviços é utilizada em todo o seu potencial. Em alguns casos, as empresas não conseguem tirar o máximo proveito da infraestrutura ofertada, sendo que a maior vantagem da cloud computing é a elasticidade e a flexibilidade no consumo dos recursos.

Ter conhecimento de boas práticas de gerenciamento da nuvem ajuda a minimizar a sensação de que não vale a pena investir em cloud. Ou elimina a ideia de que é uma aposta que pode elevar os gastos significativamente com relação à entrega tradicional.

4. Explore o potencial do backup de dados

A segurança dos dados é uma das principais preocupações da atualidade para as empresas que estão investindo em soluções da Indústria 4.0. Quando se pensa em cloud computing, tanto para a proteção das informações quanto para a recuperação de ambientes em caso de desastre, os principais fornecedores de serviços em nuvem estão aptos a garantir boas entregas.

Por isso, é essencial avaliar se a empresa que está ofertando o serviço de nuvem tem os seus datacenters certificados em segurança física e lógica. Alguns aspectos a avaliar são a possibilidade de replicação de dados entre regiões do globo e a criptografia das informações — pontos que aumentam a confiabilidade no sistema.

5. Prepare a empresa para a transição de dados para a nuvem

Ao planejar a transição para a nuvem, foque na simplicidade! Por exemplo, vale lembrar que, no caso de migração de um serviço de banco de dados, não é necessário criar um cluster quando é utilizado o banco de dados como serviço. A própria provedora já oferece a possibilidade de escalar com um único botão. Nesse cenário, é preciso apenas migrar a massa de dados e configurar o serviço para suportar o volume de conexões/transações.

No mais, é necessário estar preparado para mudar a cultura de como a computação é vista. A nuvem é apenas uma facilitadora da entrega de resultados, por isso não se deve depositar nela a expectativa de resolução de todos os problemas.

Vale pensar no caso de um código malfeito, por exemplo, que continuará rodando de maneira insatisfatória em qualquer lugar. Ainda assim, com a nuvem existe a facilidade de escalar a quantidade de instâncias para mitigar alguma lentidão causada pelo código mal-implementado.

Inovação: esteja aberto para mudanças em cloud computing

Novas tecnologias e formas inovadoras de prestar o mesmo serviço surgem a cada dia. Atualmente, soluções como Docker, Kubernetes, Knavite e Istio ampliam as possibilidades para a gestão de informação em nuvem. São soluções que garantem entregas rápidas.

Outra boa notícia é que começa a surgir no mercado nacional a possibilidade do Serverless, um framework que permite a execução de código sem a necessidade de uso de servidores para a execução de seu código. Paga-se apenas pelo que é utilizado, por acesso — o trabalho é baseado em evento. Talvez este seja o futuro que nos espera nos próximos anos!

Como ficou claro, é ideal que, antes de contratar uma solução em nuvem, a empresa esteja amparada por profissionais capacitados para auxiliar na escolha da melhor solução. Estruturar uma migração eficiente para a nuvem auxilia na adequação do negócio para os caminhos da transformação digital!

Quer saber como obter o máximo proveito de uma infraestrutura de cloud computing, a fim de potencializar os resultados do seu negócio? Entre em contato conosco!

Compartilhe:
Veja mais sobre cloud transformacao_digital

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas