O que é e como se caracteriza uma fintech de serviços financeiros?

A evolução tecnológica com apoio de novas leis e maior dinamismo nas demandas da população fizeram com que os últimos anos apresentassem uma explosão de popularidade das fintechs ligadas a soluções banking. Mas o que exatamente é uma fintech de serviços financeiros?

Neste artigo, vamos mostrar a você as características mais interessantes deste modelo de negócio, como ele se diferencia de um banco tradicional e apontar o caminho ideal para oferecer serviços financeiros na sua empresa. Vamos lá? Acompanhe!

O que é e como se caracteriza uma fintech de serviços financeiros?

Quem precisou usar serviços bancários antes dos anos 2000, pode ter ficado com uma visão relativamente negativa do que significava a necessidade de ir até uma agência resolver qualquer necessidade financeira.

Os bancos já foram associados a filas, burocracia e inconveniências, mesmo com a introdução dos caixas eletrônicos. Afinal, era preciso separar um tempo do seu dia, se deslocar fisicamente e, em algumas vezes, nem mesmo conseguir resolver seu problema.

Isso mudou muito com a introdução de tecnologia de relacionamento com serviços, aliado às ferramentas de segurança digital e privacidade. Comparado com mais de um século de um modelo basicamente sem mudanças, os dez anos de evoluções de serviços bancários digitais parecem ter sido em um estalo de dedos.

De uma hora para outra, começamos a ouvir falar em todos os lugares das fintechs, um termo cunhado para empresas de tecnologia que oferecem serviços financeiros de maneira 100% digital. Em vez de agência, filas e detectores de metal, o cliente pode resolver tudo o que precisa de qualquer lugar utilizando seu smartphone.

As startups nesse modelo se tornaram populares muito rápido por terem uma abordagem disruptiva. Focam em experiência do usuário, atendimento customizado e, principalmente, na agilidade e acessibilidade de taxas nos serviços que oferecem.

Impacto das fintechs no mercado

Não existe prova maior do sucesso desse novo modelo do que analisar como, nos últimos anos, bancos consolidados e centenários estão se adaptando a essa tendência. Hoje, toda empresa no setor já conta com a filosofia de fintechs em suas rotinas, oferecendo modelos de atendimento digital facilitados e mais conectados com as expectativas da população atual.

E isso não tem a ver apenas com a forma como esses serviços são prestados. Essa busca se tornou uma busca por inovação, criando modelos de atendimento e serviços digitais que não seriam possíveis antes dessa revolução.

O que está acontecendo no mercado como um todo é a flexibilização do controle financeiro. O consumidor tem mais poder sobre suas escolhas de transações e investimentos, enquanto as empresas têm mais abertura para oferecer o que seus clientes precisam para se engajarem mais nessa rotina — utilizando seus serviços com mais frequência e sendo fidelizados por mais tempo.

Como se diferencia dos bancos tradicionais?

Mesmo que a disrupção das startups atuais borre cada vez mais a linha entre um banco tradicional e uma fintech, ainda existe uma diferença de abordagem e até de percepção entre a proposta desses dois modelos.

Os bancos consolidados estão, de fato, aderindo às ofertas mais digitais de seus serviços. Mas, devido seu tamanho e seu foco de mercado, ainda são modelos mais generalistas, que apelam para um público geral.

Uma prova disso é que, em muitos casos, ainda é possível ver um olhar de agência digital nessas marcas. Ou seja, o olhar estratégico sobre o que estão fazendo ainda está em portar a experiência que antes era física para o virtual, pelo home banking, por exemplo.

Já as fintechs têm um olhar voltado para nichos financeiros com entrega de serviços mais personalizados a necessidades específicas de seu público-alvo. Essa ideia, geralmente, parte de uma quebra completa desse modelo de agência tradicional.

A maior diferença entre uma fintech e um banco tradicional está nos objetivos. O foco passa a ser a experiência do cliente, com a menor fricção possível no controle de suas finanças.

Assim, não tendo a necessidade de apelar para um grande público e ser uma solução única para todas as necessidades. Dessa forma, as fintechs podem se dedicar a entregar processos simplificados, seguros e com taxas menores — uma combinação perfeita para atrair perfis emergentes de novos públicos.

Quais são os serviços oferecidos?

O modelo de fintechs vem sendo tão bem-sucedido que o aumento de sua demanda causa, inclusive, impactos legislativos. Com uma realidade que se mostra mais atraente para o consumidor e mais dinâmica para o mercado, as possibilidades de ofertas autorizadas pelo governo vem gradualmente aumentando para empresas nesse nicho.

Como já dissemos, o foco dessas empresas geralmente se concentra em serviços específicos, nichados e customizados para um perfil de público. Dentro dessas possibilidades, existe uma gama grande de ofertas:

·         Gestão financeira de contas pessoais e empresariais;

·         Emissão e gestão de cartões de crédito;

·         Gestão de empréstimos e negociação de dívidas;

·         Pagamentos e transferências;

·         Gestão investimentos de qualquer natureza, de poupança privada ao mercado de ações;

·         Consultoria de investimentos;

·         Serviços de crowdfunding;

·         Gestão de seguros;

·         Ferramentas de controle financeiro, como assistentes de finanças pessoais e empresariais.

 

Como você pode ver, existem diversas possibilidades de entrada de startups e empresas consolidadas no universo das fintechs. Muitas começam apostando em entregas específicas, com foco em experiência, eficiência e proteção de dados. Outras buscam logo em seguida, ou até desde o início, uma carteira de serviços mais abrangente, para reter ainda mais o cliente em contato com sua marca.

O que torna uma fintech de serviços financeiros confiável?

É claro que nem toda fintech terá sucesso de cara se não prestar atenção em pontos importantes de confiabilidade nesse setor. Os clientes de serviços financeiros inovadores buscam praticidade, mas também muita segurança.

Portanto, o que torna esse tipo de empresa um bom prospecto no mercado desde o início é o conjunto de sistema e soluções tecnológicas que você tem como base para sua operação, tanto no frontend (utilizado pelo cliente), quanto na infraestrutura que sustenta todas essas ofertas.

Nesse sentido, a Orbitall Payments vem se mostrando como referência no mercado por disponibilizar um ecossistema completo de soluções para bancos e financeiras nessa nova realidade na qual segurança, eficiência e inovação são os maiores impulsionadores para o sucesso.

É o tipo de estrutura fundamental para quem quer se inspirar no que faz uma fintech de serviços financeiros bem-sucedida se aproximar ainda mais do seu público.

 

Esse é o caso da sua empresa? Então visite agora o site da Orbitall Payments e conheça mais de nossas soluções completas para instituições financeiras, fintechs, empresas emissoras de cartões e muito mais!

Junte-se a nós

Receba Em Seu E-mail Conteúdos Exclusivos

Inscreva-se em nossa newsletter e receba novidades sobre o Grupo Stefanini.