Não há dúvida de que os meios de pagamentos digitais são extremamente importantes na sociedade atual. Seja no débito, no crédito, nas carteiras digitais ou nas compras pela internet, essa forma de pagar trouxe muita facilidade e segurança para o cotidiano. Por isso são tão populares. Apenas no primeiro trimestre de 2017, as compras no débito e crédito somaram R$ 285 bilhões, um valor 6% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

Muita tecnologia está por trás para fazer com que todo esse processo de transação, que envolve o consumidor, lojista, as bandeiras de cartões e os bancos, ocorra sem nenhum problema. Para ajudar a Cielo, líder em pagamentos eletrônicos na América Latina, a atender os requisitos da regulamentação no mercado de adquirência nacional, por exemplo, a Stefanini desenvolveu e testou mais de 500 mil linhas de código, entregou mais de 400 telas, além de mais de 5.000 jobs batchs (execução de uma série de processamentos no computador sem intervenção manual). Tudo isso, em menos de cinco meses.

O projeto contou com a participação de aproximadamente 120 colaboradores da Stefanini, entre eles analistas de negócios, product owners, scrum máster, desenvolvedores java e testers. “O engajamento e parceria da Stefanini no projeto foi, sem dúvida, fundamental para que a Cielo atingisse seus objetivos de prazo e qualidade com sucesso”, destaca Jair Giazzi, gerente de desenvolvimento de produtos da Cielo.

Thiago Esaki, executivo de contas da Stefanini, explica que, para que tudo fosse implementado dentro do prazo e da melhor forma possível, a Stefanini utilizou a Revolução Ágil Stefanini, modelo que visa à colaboração de todos os envolvidos no processo para concentração na obtenção de resultados com rapidez e o mínimo de sobrecarga possível. “Na Cielo, por exemplo, o trabalho foi todo feito em conjunto com a empresa, com comunicação em tempo real, sem o uso de e-mails”, completa o executivo. 

O projeto teve início em outubro de 2015, quando a Stefanini ajudou na construção das especificações de técnicas, além do desenho dos primeiros requisitos e o mapeamento de todos os fluxos de processamento do negócio. “O projeto era grande, complexo, e o prazo era bastante restrito. A data de entrega foi atingida com êxito”, comenta Carlos Tonin, gerente de operações da Stefanini. 

A Stefanini é parceira da Cielo há mais de dez anos. Inicialmente, o trabalho contemplava especificações técnicas de projetos em baixa plataforma. “Com o nosso bom desempenho, conseguimos evoluir para um modelo outsourcing, desenvolvendo projetos maiores e provendo soluções diferenciadas”, ressalta Tonin. “Tivemos resultados muito satisfatórios em projetos anteriores e esse também é um grande sucesso. Entregamos tudo de maneira muito ágil e o cliente está muito satisfeito com o resultado.”

A Stefanini une tecnologia e inovação criando soluções para um futuro melhor