Entenda a transformação digital e a sua relação com as pessoas

01 de Julho de 2019 por Stefanini

Provavelmente você não consegue imaginar sua vida sem tecnologia. Talvez nem se recorde como era antes da internet em banda larga e todos os dispositivos e gadgets que hoje fazem parte de sua rotina.

No mundo dos negócios, não tem como ser diferente. O investimento em TI nas empresas já está acontecendo e devemos principalmente mudar a cultura das organizações com relação ao uso desses recursos. Por isso, neste artigo, vamos apresentar o impacto da transformação digital e a relação com as pessoas.

O que é transformação digital

Transformação digital tem diversos conceitos básicos, mas podemos dizer que é um projeto, de médio a longo prazo, que reavalia o modelo de negócio de uma organização e suas práticas. Diversos fatores e estratégias devem ser considerados e planejados, nunca esquecendo de levar em conta a disponibilidade e o acesso à tecnologia digital.

Todo o planejamento estratégico precisa de coordenação e multiplicadores em toda a empresa, pois implica em alterações profundas na estrutura do core business e na aceitação e utilização de tecnologias de ponta — ou alteração de processos —, para que a mudança aconteça efetivamente.

Para a maioria, entretanto, a principal motivação para essa implementação é a chance de sair à frente e aprimorar a experiência do cliente.

Como funciona a transformação digital

O canal digital não é mais um dos muitos lagos que visitamos para buscar novas ideias de marketing. Tornou-se o oceano — e todos nós estamos nadando nele.

Fantasias à parte, a transformação digital tornou-se essencial para as empresas sobreviverem hoje. Quando você realmente olha para isso, a transformação digital não é apenas outra iniciativa de mudança. É o portão pelo qual toda empresa precisa passar para alcançar um futuro viável. Você precisa se transformar digitalmente para passar por esse portão e evoluir de lagarta para borboleta.

Parece dramático... E é!

Todo e qualquer processo precisa ser revisto, independentemente de qual é o segmento da empresa. Deve-se analisar o que precisa ser feito para que a transformação de fato aconteça.

Algumas vezes não é necessário o uso da tecnologia em si. Por exemplo, no momento em que os processos são revisitados, identificam-se problemas ou meios mais fáceis e integrados de realizar alguma ação, e, consequentemente, melhorar a vida de todos.

Embora a automação e a digitalização sejam sempre bem-vindas, é preciso ver com cuidado a necessidade ou não de qualquer implantação sistêmica. Quem normalmente está apto a realizar essa análise é um especialista em processos e TI.

Os impactos dessas mudanças na vida das pessoas

Também é importante ter em mente que o evento da transformação digital não é determinado pelo investimento em TI. A tecnologia sozinha não consegue mudar a cultura de uma organização. O motivador deve estar em contato com as pessoas, sejam estas colaboradores e/ou toda a sua clientela.

Para que a transformação digital ocorra do jeito certo, existem três motivadores:

Transformação da experiência do cliente

Muitos acreditam que esta transformação seja a mais importante: melhorar o UX — Experiência do Cliente. Este nunca esteve tão exigente sobre um produto ou serviço e com a consciência da necessidade — ou não — dos mesmos. E cabe às organizações conhecer profundamente a necessidade primária de seu comprador e elevá-la a um nível exponencial.

Transformação dos processos operacionais

Ao saber o que o seu cliente precisa, é mais fácil levantar os processos operacionais, com o intuito de detectar quais tarefas precisam ser automatizadas, simplificadas, transformadas ou até mesmo recicladas, além de ser possível substituir ou redefinir os processos.

Transformação dos modelos de negócio

E, ao falar em processos operacionais, é crucial entender que é provável que toda a inteligência de negócios existente na empresa seja alterada. O função básica é criar e entregar valor para os clientes. Consequentemente, essas mudanças se refletem na gestão, liderança, cultura da inovação e estratégia das corporações.

Mudança da cultura das pessoas na empresa

Segundo a Forbes, Paul Lawrence compartilhou no Harvard Business Review que, ao começar a transformação digital, é importante que os profissionais envolvidos nos setores percebam que a mudança será para melhor. As pessoas nunca gostam de mudanças nas relações humanas causadas por mudanças técnicas.

A principal premissa da pesquisa de Lawrence era que a falta de engajamento entre os agentes de mudança e os afetados pela mudança dificultavam a sua implementação. Isso se deve ao fato de que as mudanças nas relações humanas não foram adequadamente abordadas. E, para reflexão, Lawrence disse tudo isso há cerca de 50 anos.

A transformação digital exige reorganizar muitas relações humanas e alterar algumas interações de pessoas-pessoas para máquinas-pessoas. A comunicação neste ponto definirá o sucesso da transformação digital e a maneira de desenvolver esse relacionamento. 

Existem, portanto, cinco passos a seguir:

  • descreva sua visão de transformação e inclua as mudanças esperadas nas interações das pessoas;
  • mapeie o fluxo de pessoas da mesma maneira como você mapeia o fluxo de trabalho de seu novo projeto digital;
  • seja honesto com os principais interessados sobre a mudança social que ocorrerá;
  • pilote seus sistemas para validação de pessoas;
  • construa relacionamentos e confie em interações face a face.

Receitas, transformação digital e pessoas

Atualmente, uma empresa realizar o processo de transformação digital não é mais um diferencial: é uma necessidade para se manter viva em um mercado competitivo. Mais do que isso, é possível garantir, ainda, o aumento de receita dela.

O uso de ferramentas e plataformas auxilia a empresa na transformação de dados em informações estratégicas de valor para a tomada de decisão e, consequentemente, o crescimento dos negócios — e a tecnologia auxilia os colaboradores nesse momento. Essa utilização muda não só a relação de trabalho entre os profissionais, mas também o relacionamento com os seus clientes.

É fundamental compreender que não há transformação digital nem crescimento de receita sem os colaboradores. Logo, é preciso que você conheça as principais dificuldades e trabalhe todas as mudanças com atenção na adoção da tecnologia pelas pessoas. Pois se elas não adotam as mudanças, não há transformação digital.

Tenha em mente que, para realizar essa evolução com sucesso, a tecnologia deve ser utilizada como a ferramenta que consegue identificar falhas nas estruturas ou na gestão, ao mesmo tempo em que oferece soluções práticas para a rotina dos funcionários. A ideia é facilitar o trabalho deles e oferecer melhores produtos ou serviços para os clientes, de forma eficiente e rápida.

Vimos neste conteúdo o que é transformação digital e como ela pode impactar positivamente os clientes e colaboradores, em todos os setores de uma organização.

Tem alguma vivência para nos contar sobre a transformação digital e a relação com as pessoas? Deixe seus comentários nas nossas redes sociais!

Compartilhe:
Veja mais sobre digital_transformation

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas