Como as tecnologias podem acelerar projetos de inovação?

12 de Julho de 2019 por Stefanini

É natural que toda empresa busque meios de obter destaque no mercado, e essa é uma questão bastante notável no mundo de hoje — no qual um cenário de globalização e cheio de tecnologia possibilita a implementação de projetos de inovação jamais vistos antes.

Além disso, as novidades do ramo de tecnologia da informação otimizam a geração de valor no mundo corporativo, justamente por conta do poder da transformação digital e da capacidade de alcançar todo tipo de empresa e setor econômico.

Entretanto, além dos conceitos de tecnologia e inovação serem confundidos e tratados como uma única ideia, é comum que alguns gestores não saibam exatamente como utilizar todo esse poder para acelerar os negócios. 

Por conta disso, falaremos aqui sobre o que são esses conceitos, além da sua relação e as principais tendências da área. Quer saber mais? Então confira a seguir!

O que tecnologia e inovação significam?

Antes de entender como tecnologia e inovação se relacionam, é importante compreender o que cada um desses conceitos significa.

Inovação

Uma empresa busca a inovação para que consiga gerar valor para seus clientes e obter destaque no mercado — o que implica em novos parceiros e clientes, e em crescimento do negócio. Inovar é mostrar para o público que o produto ou serviço oferecido é mais avançado ou eficiente do que o da concorrência, ainda que sejam similares.

Assim, de forma breve e prática, podemos dizer que o que move o mercado da inovação são as propostas de novos serviços, equipamentos e processos que sejam reconhecidos e valorizados pelo público.

Tecnologia

Enquanto isso, o conceito de tecnologia parte de outro ponto. A questão aqui é a maneira como um processo é executado ou um produto é criado. Assim, também é válido afirmar que a tecnologia é uma das formas pelas quais os negócios conseguem inovar.

Vale a pena observar, entretanto, que esse conceito não está restrito apenas à informática. Na verdade, sua definição se baseia na ideia de utilizar a engenharia, a ciência e um conjunto de recursos para solucionar determinados problemas, independentemente de pertencerem ao mundo digital.

Como esses conceitos estão relacionados?

A tecnologia e a inovação cumprem diferentes papéis. Para começar, é importante perceber que a ideia de inovação costuma ser mais relativa e intangível. Já a definição de tecnologia pode ser feita com total facilidade e tangibilidade.

Um outro ponto é que soluções inovadoras podem trazer novas tecnologias, mas alcançá-las é um processo que requer experimentos, tentativas e aprendizados a cada iteração.

Enquanto isso, a tecnologia é um conjunto de recursos e processos que, quando executados, resultam — ou não — em uma inovação. Isso significa que ela pode ser utilizada para desenvolver novas soluções, mas, por si mesma, a tecnologia é apenas um meio ou ferramenta.

Também é válido notar que, dependendo da necessidade, a inovação não precisa ser complexa ou exigir tecnologia de ponta. Basta apenas que sejam desenvolvidas ideias eficientes e que não foram pensadas antes.

De modo semelhante, a utilização de tecnologia não depende da inovação, mas sim de processos ou ferramentas que, inclusive, podem já ter sido utilizados antes.

Apesar da confusão com suas definições, a tecnologia e a inovação caminham juntas no mundo corporativo, e uma pode ajudar a trabalhar a outra com muito mais eficiência. Isso é válido para qualquer setor da indústria e até mesmo para a vida pessoal.

Quais são as principais tendências da tecnologia para projetos de inovação?

A seguir, confira como as tecnologias têm ajudado a acelerar projetos de inovação em diversos setores da indústria.

Bioimpressão 3D

O grande potencial da impressão 3D fez com que diversos pesquisadores e instituições se interessassem em desenvolver soluções baseadas nessa tecnologia. Entretanto, as impressoras 3D de hoje ainda têm certas limitações. Por exemplo, quase todas elas trabalham apenas com plástico.

Para mudar isso, um grupo de pesquisadores da Universidade de Harvard, liderado por Jennifer Lewis, vem trabalhando na criação de novas tintas para impressoras 3D.

A escolha dos materiais é feita com base em suas características mecânicas, funções e capacidades ópticas e condutibilidade. A ideia é que, posteriormente, novos materiais permitam a criação de mais ferramentas e recursos, incluindo órgãos artificiais.

Uso de energia renovável

Um dos principais empecilhos para o uso das energias renováveis em maior escala é a integração das fontes de energia atuais nas redes elétricas que já temos. Entretanto, ao contar com o Big Data e a Inteligência Artificial, a previsão de quanta energia uma turbina eólica pode gerar, por exemplo, se torna muito mais simples.

Por meio dessa tecnologia, conseguimos analisar as variações na quantidade de energia gerada ao longo do ano. Assim, é possível desenvolver e implantar infraestruturas de energia renovável com dados de simulações muito mais precisas.

Integração entre o mundo online e offline

O mundo digital tem ganhado espaço na vida das pessoas e rotinas empresariais. A nova era trouxe bastante velocidade e facilidade para o mundo corporativo, mas também alguns desafios para os lojistas físicos — já que o e-commerce entrega muito mais comodidade para o cliente.

Nesse cenário, a estratégia do omnichannel deve ser considerada. Sua implementação facilita toda a experiência do cliente na empresa, além de simplificar processos como o de decisão de compra e pagamento.

Vale notar que serviços online e offline não precisam ser necessariamente concorrentes. Uma loja virtual pode, por exemplo, ser o ponto inicial da experiência do cliente, seguida de uma visita ao ponto de venda para conhecer o produto de perto e finalizar a compra.

Robótica avançada

Caminhar requer direção, equilíbrio, força e coordenação motora, certo? Nos últimos anos, a robótica avançou de forma considerável nesse sentido. Enquanto antes tínhamos máquinas que necessitavam de apoio para andar, hoje alguns robôs conseguem saltar melhor do que muitos de nós.

Essa evolução abre portas para um uso muito mais amplo da robótica no nosso futuro cotidiano do que varrer o chão ou facilitar serviços de atendimento ao cliente. Por meio da robótica avançada desenvolvida por empresas como a Boston Dynamics, no futuro poderemos contar com um maior uso de robôs em operações de emergência, ou para ajudar pessoas idosas e com deficiência em tarefas diárias.

Fica claro que, ainda que a tecnologia e a inovação tenham diferentes definições, elas têm trabalhado de maneira cada vez mais integrada para que rotinas empresariais e pessoais sejam otimizadas. Assim, também é importante formar parcerias que auxiliem o negócio nesse aspecto.

Entendeu como a tecnologia pode acelerar projetos de inovação em qualquer área do mercado? Quer ficar sempre por dentro das nossas novidades? Então não deixe de nos seguir nas redes sociais! Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e também no Instagram!

Compartilhe:
Veja mais sobre digital_transformation

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas