Riscos de segurança da informação: como preveni-los?

30 de Julho de 2021 por Stefanini

Os riscos de segurança da informação são uma constante, principalmente para empresas que lidam com grandes volumes de dados. Nesse quesito, o panorama no Brasil é preocupante, já que, segundo o mapa em tempo real de ciberameaças Kaspersky, somos o segundo país que mais sofre ataques, perdendo apenas para a Rússia.

Desde 1999, quando o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT) passou a monitorar os ataques virtuais, saltamos de 3.107 ataques por ano para mais de 800 mil em 2019. Nem precisamos ir muito longe para concluir que não só pessoas físicas como empresas e até governos estão em perigo quando não se preparam para lidar com tantas ameaças.

Sendo assim, prossiga na leitura e entenda de que maneira se prevenir de invasões e de que forma a gestão de riscos pode ajudar a antecipar eventuais investidas.

Quais são os principais riscos de segurança da informação nas empresas?

Para evitar as imprevisíveis ameaças virtuais, empresas investem pesado em gestão de segurança da informação. Na maioria delas, o objetivo é não só evitar ciberataques, como também desenvolver mecanismos para detecção de vulnerabilidades, evitando a exposição de dados sigilosos.

No entanto, embora a gama de ameaças seja extensa, há certos riscos mais frequentes que outros, o que faz com que a precaução contra eles seja redobrada. Afinal, são ameaças para as atividades de pessoas e empresas, sem contar os danos que podem vir a causar em suas respectivas reputações.

Dessa forma, podem ser destacados quatro tipos de ataques virtuais que, por sua frequência e extensão dos prejuízos que podem causar, merecem atenção especial. Veja quais são!

Quebra de senha

Um dos tipos de ataques que mais exigem atenção por parte dos profissionais que cuidam da gestão de incidentes é o que leva à chamada quebra de senha. Nesse caso, o que acontece é a ação deliberada de “crackers” que, com o auxílio de programas obscuros, buscam descriptografar senhas, revelando códigos de acesso secretos.

Nesse cenário, quanto mais recursos o invasor tiver, mais ameaçadas suas senhas estarão. Isso porque estima-se que uma senha de 9 caracteres, contendo somente letras minúsculas, seria descoberta em 14 anos se o cracker usasse um sistema capaz de fazer 10 mil tentativas por segundo.

Mas, se ele estiver equipado com um sistema que possa realizar um bilhão de tentativas por segundo, a senha seria descoberta em apenas uma hora e doze minutos. Sobre isso, vale consultar uma tabela publicada no Reddit em que, para cada tipo de senha, estima-se o tempo necessário para descobri-las sob determinadas circunstâncias.

Ransomware

Já o Ransomware consiste em uma espécie de sequestro. Hackers invadem uma máquina ou uma rede, apropriam-se de dados e arquivos e exigem resgate para sua devolução.

Uma característica desse tipo de crime virtual é que, via de regra, os agressores pedem pagamento em bitcoins, já que a moeda virtual não pode ser rastreada. Contudo, como em todo sequestro, a recomendação é para não fazer quaisquer pagamentos, uma vez que não há garantias de que o valor seja devolvido.

Phishing

Nessa forma de ciberataque, invasores tentam se apoderar de computadores jogando uma “isca virtual”, na forma de arquivos contendo vírus e links maliciosos. O phishing também pode ser feito por meio de páginas falsas, nas quais a vítima pensa estar fornecendo dados para instituições sérias quando, na verdade, está enviando-os para um invasor.

Para as empresas, trata-se de uma modalidade de ciberataque com elevadíssimo potencial de causar prejuízo, afinal, na maioria dos casos é muito difícil detectar quem são os invasores. A propósito, nessa modalidade de ataque virtual, o Brasil é o campeão mundial, com um em cada cinco brasileiros sofrendo pelo menos uma tentativa de phishing ao longo de 2020, segundo a Kaspersky.

Roubo de dados

No caso do roubo de dados, o ciberataque é mais na base da “força bruta”, embora possa usar de técnicas mais sofisticadas. Em boa parte dos casos, as invasões são feitas por meio da instalação de dispositivos infectados, pelos quais um invasor consegue penetrar em uma rede ou burlar firewalls.

Esse tipo de ciberataque representa um risco, inclusive, para empresas que precisam seguir processos de anonimização. Afinal, uma vez que invadem uma rede ou máquinas, dados sigilosos ficam expostos e, com isso, todo o esforço em torná-los anônimos pode ser perdido.

Quais atitudes podem ser preventivas e corretivas nesse cenário?

O melhor a se fazer para evitar ataques virtuais ou físicos é investir em segurança da informação nas empresas. Para isso, é fundamental se cercar de profissionais qualificados a fim de desenvolver estratégias e mecanismos de defesa. Entre os mais requisitados, destacam-se os que contam com as seguintes certificações:

●        CCISO — Certified Chief Information Security Officer;

●        CEH — Certified Ethical Hacker;

●        CISSP — Certified Information System Security Professional;

●        CHFI — Computer Hacking Forensic Investigation.

Além disso, vale se prevenir contra ataques que possam ser realizados por técnicas como DDoS, DoS, SQL Injection ou Brute Force. Paralelamente, é válido desenvolver, pelo menos, um plano de recuperação, pelo qual a empresa possa reaver dados perdidos por meio de backup.

Qual é a importância de se importar com a gestão dos riscos?

A gestão dos riscos em TI serve para blindar sistemas e computadores de tentativas de invasão, mas, na realidade, ela vai muito além disso. O que se deve buscar é entender o comportamento do usuário que acessa as redes da empresa, visando mapear possíveis ameaças e riscos de segurança da informação pela detecção de posturas de risco.

Como a tecnologia pode ajudar a prevenir e resolver problemas?

A propósito, não se faz gestão de riscos em empresas sem o apoio da tecnologia. Nesse sentido, quanto mais de ponta forem as soluções digitais adotadas, menor será a exposição a ciberataques, não importa sua origem.

Nesse aspecto, a Stefanini é a sua parceira na hora de cocriar sistemas sob medida e que garantam o sigilo dos seus dados, mantendo-os a salvo de invasores. Conte com a gente para antecipar os principais riscos de segurança da informação em seu negócio.

Conheça os produtos que desenvolvemos para ajudar sua empresa a crescer usando o melhor da tecnologia digital — entre em contato conosco!

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas

Veja outros serviços capazes de complementar esta solução

testetetetete

testete

tatetadata

teste

tstete

aaaaaaaaaaaaaaaaa

Veja outros serviços capazes de complementar esta solução

Experience

Experience

testetetetete

Cyber Security

Cyber Security

testete

Machine Intelligence

Machine Intelligence

tatetadata

Enterprise Hosting

Enterprise Hosting

teste

Consulting

Consulting

tstete

IT Strategy

IT Strategy

aaaaaaaaaaaaaaaaa