Afinal, o que é BANI e como se adaptar a ele? Entenda!

22 de Abril de 2021 por Stefanini

O novíssimo conceito BANI vem sendo cada vez mais utilizado por teóricos, empresas e profissionais de setores diversos para se referir a uma realidade cada vez mais imprevisível. Não por acaso, ele é quase sempre associado a outro conceito já conhecido, o VUCA World — em que o mundo deve ser interpretado a partir da volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade.

Por esse ponto de vista, a nova nomenclatura pode ajudar a amparar ideias, insights e, com as devidas limitações, estratégias de negócios. Afinal, quem pretende ter sucesso precisa conhecer o contexto em que está envolvido.

Contudo, essa nova abordagem não significa que outros conceitos tenham morrido ou que o “apocalipse” esteja decretado. Veja na sequência o que o BANI significa e de que forma você pode aproveitá-lo para se posicionar em um contexto de mudanças constantes!

O que significa BANI?

A abordagem BANI enquadra a atual realidade conforme quatro características presentes nas relações, negócios e nas novas configurações sociais. Seu significado é:

  • B — Bittle (frágil);
  • A — Anxious (ansioso);
  • N — Non linear (não-linear);
  • I — Incomprehensible (incompreensível).

Por essa perspectiva, sugere-se que o mundo, hoje, seja um lugar extremamente desafiador para se viver e coexistir, o que de certa forma é verdade. Afinal, conceitos anteriormente considerados imutáveis como o de família, agora, estão sendo revistos.

O mesmo se aplica aos negócios, já que até mesmo a própria ideia de inovação, como tal, está em xeque. Ou seja, não basta inovar, mas, acima de tudo, fazer com que o novo gere resultados. Vale até esclarecer o que é figital, uma abordagem recente em que os negócios físicos e digitais passam a se estruturar para atuar em ambas as frentes com igual desenvoltura.

Essa é, portanto, a ideia do conceito BANI, ser uma referência para ajudar pessoas e empresas a obter respostas em cenários aparentemente caóticos. Confira abaixo o que significa cada um de seus termos!

Bittle

Como já apontava Marshall Berman em sua obra mais proeminente, publicada em 1982, “tudo que é sólido desmancha no ar”. Dessa forma, o conceito BANI resgata as ideias do célebre autor para classificar a nova realidade como frágil e mais propensa a rupturas.

Se por um lado podemos até entender essa fragilidade como algo negativo, por outro ela pode ser também um sinônimo de oportunidades. Assim como a água evapora para virar água novamente, renovando o ciclo da vida, a fragilidade de um mundo em que nada dura muito também pode ser interpretada dessa forma.

Seja como for, a noção de fragilidade aqui implícita também pode ser tomada como uma referência às relações humanas, cada vez mais voláteis e menos duradouras — um desafio a ser trabalhado, considerando as tendências de Customer Success.

Anxious

Em um mundo mais sujeito a mudanças e ao imprevisível, é esperado que as pessoas sejam menos pacientes e, assim, mais inseguras. É essa a ideia a que nos remete o “A” no conceito BANI. Nesse caso, ele também serve como um alerta, não só para nossas posturas diante da vida e do trabalho, mas em relação à nossa saúde.

Para os brasileiros, isso significa tomar ainda mais cuidados com a ansiedade patológica, uma doença na qual somos, infelizmente, o país campeão em número de casos. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), não há país no mundo com uma prevalência tão alta: 9,3% da população, ou 18,6 milhões de brasileiros, manifestam algum tipo de transtorno relacionado à ansiedade.

Non linear

Em meio à fragilidade e à ansiedade gerada, fica mais difícil nutrir expectativas e até planejar. Nesse sentido, trabalhar com dados pode ser ainda mais desafiador, já que as informações válidas hoje podem não ser mais amanhã.

No contexto dos negócios, a não-linearidade proposta pelo conceito BANI induz empresas a mudarem seus posicionamentos e planejamentos com mais frequência. Um bom exemplo disso são as organizações que adotam a abordagem figital, cuja característica é voltar-se ao consumidor omnichannel, aquele que se relaciona e compra por múltiplos canais.

Incomprehensible

Embora o cérebro humano seja a mais potente máquina de criar soluções que se conheça, ele tem lá suas limitações. Para uma boa parte das pessoas, o novo mundo sugerido pelo BANI pode ser, em certos casos, incompreensível.

Talvez, por isso, startups, fintechs e empresas de outros ramos estejam investindo cada vez mais pesado em tecnologia cognitiva. Como ela alia Inteligência Artificial e Machine Learning, pode ser um recurso valioso para se trabalhar em um cenário tão sujeito a mudanças.

Portanto, diante de um mundo em que fatos, decisões e instituições tendem a se tornar mais difíceis de compreender, a tecnologia desponta como aliada indispensável.

Como o BANI surgiu?

O conceito BANI é de autoria do antropólogo e historiador norte-americano Jamais Cascio. Ele é membro do Institute for the Future e professor da Universidade da Califórnia, onde vem disseminando o novo termo desde abril de 2020.

Para isso, Cascio se vale de um outro conceito parecido que, durante muito tempo, foi usado como alternativa para compreensão global — o VUCA (Volatility, Uncertainty, Complexity e Ambiguity).

No contexto BANI, portanto, a volatilidade dá lugar à fragilidade, o mesmo se aplicando às incertezas. Elas são substituídas pela ansiedade, a complexidade sai para entrar a não-linearidade e a incompreensibilidade entra no lugar da ambiguidade.

Quais influências ele provoca em todo o mundo?

Para atuar em um cenário em que tudo parece conspirar, é fundamental se cercar de soluções que permitam dar respostas rápidas. Essa é uma das bases de outro conceito e proposta tecnológica, o de Everything as a Service. Por ele, para cada problema existe uma solução e, como tal, é passível de ser manejado com algum tipo de tecnologia.

Sendo assim, o BANI pode ser considerado um influenciador do mercado, no sentido de impulsionar empresas e pessoas a desenvolverem novas técnicas e ferramentas.

De que forma lidar com a realidade que ele sugere?

Ainda que pareça uma mensagem sinistra, o conceito BANI traz consigo também a solução. Portanto:

  • devemos lidar com a fragilidade, sendo resilientes e capazes;
  • para a ansiedade, é essencial nutrir a empatia e buscar a paz de espírito;
  • a não-linearidade deve ser enfrentada com adaptabilidade a diferentes contextos;
  • diante da incompreensão, ganham valor a intuição e a transparência.

Você conheceu neste conteúdo o conceito BANI, o seu significado e de que forma ele vem provocando uma nova forma de ser, pensar e agir. É interessante pensar sob essa perspectiva para compreender o mercado e as novas possibilidades em um mundo que precisa se adaptar a um “novo normal”, cheio de transformações.

Gostou de saber mais sobre o BANI? Receba conteúdos como este na timeline das suas redes sociais. Siga a Stefanini no Facebook, Twitter, LinkedIn e assine nosso canal no YouTube!

Compartilhe:
Veja mais sobre

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas

Veja outros serviços capazes de complementar esta solução

O COVID-19 deixou claro que precisamos nos adaptar rapidamente à nossa nova realidade e com agilidade.

Saiba mais

Na era do COVID-19, a resiliência das empresas está sendo testada de maneiras nunca antes encontradas.

Saiba mais

Embora a resposta de cada setor ao COVID-19 tenha sido diferente, universalmente, os setores estão reformulando a maneira como fazem negócios por meio da interrupção digital.

Saiba mais

O impacto do COVID-19 criou uma situação em que a necessidade do local de trabalho digital é crucial, pois grande parte da força de trabalho está sendo acelerada para atuar como nômades digitais funcionais.

Saiba mais

O COVID-19 criou condições nunca antes vistas, introduzindo cenários em constante mudança.

Saiba mais

Compreender os riscos de ter aplicativos, páginas da Web ou servidores vulneráveis ​​é muito importante para sua estratégia de gerenciamento de riscos.

Saiba mais

Veja outros serviços capazes de complementar esta solução

Necessidades Digitais

Necessidades Digitais

O COVID-19 deixou claro que precisamos nos adaptar rapidamente à nossa nova realidade e com agilidade.

Saiba mais
Construindo Negócios Resilientes

Construindo Negócios Resilientes

Na era do COVID-19, a resiliência das empresas está sendo testada de maneiras nunca antes encontradas.

Saiba mais
Reformatando Indústrias

Reformatando Indústrias

Embora a resposta de cada setor ao COVID-19 tenha sido diferente, universalmente, os setores estão reformulando a maneira como fazem negócios por meio da interrupção digital.

Saiba mais
Cloud Now

Cloud Now

O impacto do COVID-19 criou uma situação em que a necessidade do local de trabalho digital é crucial, pois grande parte da força de trabalho está sendo acelerada para atuar como nômades digitais funcionais.

Saiba mais
Hyper Automation

Hyper Automation

O COVID-19 criou condições nunca antes vistas, introduzindo cenários em constante mudança.

Saiba mais
Cyber Security Plug & Play

Cyber Security Plug & Play

Compreender os riscos de ter aplicativos, páginas da Web ou servidores vulneráveis ​​é muito importante para sua estratégia de gerenciamento de riscos.

Saiba mais