Indústria 4.0: o que está acontecendo no mundo?

18 de Junho de 2019 por Stefanini

Desde 2010, o conceito de Indústria 4.0 tem sido difundido no mundo todo. Isso porque, além de constituir uma inovação no que diz respeito aos métodos de gestão manufatureira, as tecnologias incorporadas pela Quarta Revolução Industrial têm demonstrado ser uma saída eficiente para o desenvolvimento dos países.

Pensando na importância do tema para o reconhecimento das mudanças sociais, estruturais e econômicas decorrentes dessas transformações tecnológicas, elencamos alguns esclarecimentos sobre a Indústria 4.0. Neste artigo, também buscaremos demonstrar de que forma ela tem sido aplicada nos diversos países. Não deixe de conferir!

De que a Indústria 4.0 depende para ser aplicada?

Antes de realizar qualquer comentário sobre a forma como a Indústria 4.0 se desenvolveu nos países, vale lembrar que nenhuma transformação social ocorre da noite para o dia. Na maioria das vezes, as mudanças são motivadas pelo surgimento de demandas que, ao longo dos anos, são estudadas e supridas.

Da mesma maneira, a implementação da Indústria 4.0 no mundo é resultado de necessidades culturais que apareceram no novo milênio. Sendo que o suprimento das lacunas nesse contexto se deve majoritariamente ao desenvolvimento de tecnologias no ambiente empresarial.

As transformações sociais nos setores econômicos, a modificação da lógica de consumo e a reinvenção das relações de trabalho, portanto, nada mais são do que o fruto de novas formas de ver o mundo.

Por outro lado, se o desenvolvimento da indústria se dá como resposta ao surgimento de novas necessidades, também precisa do suporte dessas para sobreviver. Assim, quanto mais a sociedade busca e se vê dependente da Quarta Revolução Industrial, mais denso é o financiamento para a sua efetivação.

Qual é o protagonismo dos países no desenvolvimento da Indústria 4.0?

Percebendo a necessidade e a importância da transformação digital, indústrias do mundo inteiro começaram a investir em tecnologias que, hoje, englobam a Indústria 4.0.

As nações mais desenvolvidas, entretanto, por terem maior capacidade de investimento, se destacam na corrida desenvolvimentista. Tal vantagem conquistada pelas potências mundiais, sem dúvidas, foi viabilizada também pela situação de estabilidade político-econômica e pela presença de estruturas fabris básicas para a implementação de novas tecnologias.

Uma pesquisa publicada pela McKinsey & Company e pela World Economic Forum identificou fábricas consideradas faróis da inovação em todo o mundo. Grande parte delas está situada na Europa, na China e nos Estados Unidos. Países como Alemanha e Portugal também aparecem como grandes investidores para o avanço do setor industrial.

Como está o Brasil diante desse cenário global?

No Brasil, as medidas inovadoras para o desenvolvimento da Indústria 4.0 ainda têm pouco protagonismo no cenário global. Quando comparado às demais nações, o país ocupa a 69ª posição nesse quesito.

O total de empresas que adotam as estratégias necessárias para se adaptar à Quarta Revolução Industrial é reduzido. Estima-se que ainda será preciso investir mais e continuamente para que o mercado seja referência diante dessa nova realidade.

Entretanto, um dos motivos para o desacelerado crescimento da Indústria 4.0 no país é a presente crise econômica. Assim, muitos esperam que, com a amenização dos efeitos da instabilidade política e social instalada, empreendedores passem a investir mais em tecnologia.

Como esse tipo de investimento gera retorno para a economia das nações?

O desenvolvimento da Indústria 4.0 tem sido fundamental, não só para o crescimento das empresas no mercado, mas para as estratégias políticas de economias desenvolvidas. Isso porque a incorporação de tecnologias de alta performance traz inúmeros benefícios a toda a sociedade. Confira alguns deles!

Aumento da produtividade

aumento da produtividade é realidade já constatada por empresas que implementam tecnologias 4.0. Essa vantagem viabiliza a redução do tempo de produção e a otimização dos processos fabris nas organizações.

Para o país, isso significa poder contar com indústrias mais desenvolvidas e, portanto, competitivas no mercado internacional. Sem dúvidas, além dos ganhos econômicos, isso eleva a credibilidade do país no contexto mundial.

Redução de desperdícios

Outra consequência da implementação de tecnologias inteligentes é a redução de erros humanos e o aumento da precisão nos processos de manufatura. Essas condições permitem reduzir desperdícios e, portanto, economizar recursos.

Atualmente, há uma grande preocupação em relação à escassez de matéria-prima no mundo e aos impactos ambientais de seu consumo exacerbado. A Indústria 4.0, nesse contexto, vai ao encontro das abordagens sustentáveis, por implementar sistemas inteligentes que economizam energia e otimizam o consumo de recursos naturais.

Melhoria das condições de saúde no trabalho

A lógica de trabalho também é transformada dentro do contexto industrial 4.0. Isso porque, com o desenvolvimento da robótica, há a eliminação de trabalhos repetitivos e a substituição de tarefas que não exigem técnica ou especialização.

Sem dúvidas, isso gera reflexos importantes na saúde do trabalhador. Afinal, dentro desse contexto, o funcionário passa a exercer atividades mais intelectuais e menos físicas. Dessa forma, as doenças ocupacionais são reduzidas, e há menor gasto com equipamentos de proteção e com políticas preventivas para alguns tipos de enfermidades.

Aumento da receita

Vale lembrar que o desenvolvimento das indústrias também é interessante a título de receita. A redução de custos, a otimização dos processos e a minimização dos erros na empresa fazem com que as instituições tenham condições para aumentar o faturamento anual.

Portanto, para o estado, investir em Indústria 4.0 significa poder contar com uma maior arrecadação de recursos e com os benefícios que a atividade econômica gera para toda a sociedade.

Além disso, a alta performance das instituições nacionais pode atribuir maior autonomia ao país, uma vez que pode reduzir a dependência da importação de alguns produtos estrangeiros.

Desde meados de 2010, o conceito de Indústria 4.0 tem se expandido no mundo todo, motivando estudos e instigando governos a pensarem sobre o investimento em alta tecnologia como forma de desenvolvimento social. Afinal, tais transformações na lógica de produção e trabalho trouxeram inúmeros benefícios, tanto para empresas quanto para o país.

Para superar a vantagem competitiva das nações desenvolvidas, entretanto, é importante saber identificar condições e estruturas básicas para inovar nas empresas e investir continuamente nas tecnologias 4.0.

E então? Gostou das nossas dicas? Complete a sua leitura e descubra como a tecnologia pode estimular o crescimento e a criatividade para superar limites!

Compartilhe:
Veja mais sobre industria_4_0

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas