HR Techs: uma tendência que vem para ficar

Conheça como as centenas de startups voltadas para a área de recursos humanos no Brasil estão apoiando os processos de transformação nas organizações

18 de Novembro de 2021 por Stefanini

Rodrigo Pádua

Um departamento que já foi marcado pelo foco operacional, restrito e burocrático, se torna cada vez mais estratégico nos negócios e se fortalece baseado em três pilares importantes: gestão de pessoas, cultura e tecnologia. As soluções disruptivas aliadas à expertise dos times se tornam grandes aliadas para o manter o progresso dos negócios e a capacidade de se adaptar diante de novos desafios e constantes mudanças de contextos.

Mas como tornar tudo isso possível? Simples: trazendo novas soluções internas e externas para os desafios da área com a premissa de estar aberto ao novo, de ser resiliente e de se transformar. Mais do que a tecnologia, a inovação surge quando se apresenta uma alternativa diferente para resolver problemas de uma área ou de uma corporação.

Neste processo de evolução impulsionado pela transformação digital, o departamento de recursos humanos vive uma nova fase, mais tecnológica para otimizar processos, gerenciar relacionamentos e processos de qualificação, o que tende a engajar mais as equipes e tornar as empresas mais competitivas. Nesse cenário de mudanças, o RH também avança para se transformar em uma HR Tech, que desenvolve soluções para automatizar processos e ampliar a eficiência do setor, ou se associar a uma dessas startups.

Inovação em gestão de pessoas: as HR Techs

No Grupo Stefanini, por exemplo, a jornada digital do colaborador começa no processo seletivo, passa pelas dinâmicas de contratação e treinamento, e se encerra apenas quando há o desligamento profissional. Durante toda essa trajetória, o foco é estar na criação de uma experiência memorável, capaz de engajar os talentos com a cultura da empresa, tecnologias avançadas e oportunidade de crescimento na carreira.

Para inovar e tornar as atividades mais dinâmicas na área de gente e cultura, a ajuda das HR Techs é fundamental, na medida em que desenvolvem produtos e serviços personalizados com o objetivo de atender as demandas em várias etapas da jornada digital dos funcionários.

Segundo um relatório produzido pelo Centro de Inovação Distrito, batizado de “Distrito HR Tech Report”, o Brasil registrava, em 2020, 373 startups voltadas para a área de Recursos Humanos. Segundo o levantamento, as RH Techs vêm acelerando as transformações nos departamentos das empresas, tomando como fim a preparação, o cuidado e a gestão dos times de uma companhia como diferenciais competitivos.

Ainda segundo esse relatório, as HR Techs são divididas em seis segmentos: Desenvolvimento e Gerenciamento de Talentos (42,9%), Recrutamento e Seleção (28,2%), Core de RH (25,5%), Office Services (1,9%), Sistemas de Gerenciamento de Recursos Humanos (1,3%) e Offboarding (0,3%).

Alinhado ao movimento tecnológico dentro de recursos humanos, atuamos em duas frentes: utilização de soluções próprias, como a Sophie, de Inteligência Artificial, e outras em parceria com startups. Adotamos soluções focadas em relacionar e contratar os melhores talentos do mercado através de recruitment marketing, um software para gestão centralizada de processos de recrutamento e seleção, possibilitando atração, avaliação e contratação dos talentos, e uma plataforma de benefícios corporativos para o bem-estar financeiro dos colaboradores. Contamos, ainda, com o apoio de uma HR Tech para criar uma cultura de desenvolvimento e melhoria contínua entre os colaboradores e outra para atendimento via telemedicina para suporte e apoio aos colaboradores.

Pelo diferencial competitivo apresentado pelas novas soluções direcionadas à gestão de pessoas, acredito que o futuro das startups e da área de RH estará focado em quatro principais tendências: experiência do colaborador, RH analytics, transformação em treinamento e desenvolvimento (T&D) e inteligência artificial. Todas elas se utilizam da tecnologia para ajudar no fortalecimento da cultura organizacional, no engajamento das equipes, no aperfeiçoamento estratégico das pessoas e na evolução das empresas como marcas que valorizam seus colaboradores.

As HR Techs são uma realidade, estão presentes em várias empresas e, pelo que tudo indica, são uma tendência que veio para ficar, apoiando os processos de recursos humanos e, consequentemente, a estratégia de negócios das corporações.

* Rodrigo Padua é VP global de gente e cultura do Grupo Stefanini

 

Compartilhe:
Veja mais sobre HR Techs

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas