Inovação disruptiva: como são as empresas que adotaram essa tendência

29 de Abril de 2019 por Stefanini

Inovação disruptiva é a palavra de ordem e o objetivo final das startups e setores de tecnologia das grandes empresas. A impressão que temos do mercado é que tudo está sendo disruptivo, está prestes a se tornar ou precisa disso imediatamente para sobreviver.

Quanta pressão! A inovação disruptiva anda sendo muito difundida, mas poucos sabem a fundo o que realmente quer dizer. Ajudaremos você a entender melhor esse conceito, ilustrando alguns cases e mostrando como são as empresas que adotaram ― com sucesso ― essa tendência. Vamos lá?

O que é inovação disruptiva?

Segundo a Wikipedia, o termo "inovação disruptiva" define toda inovação tecnológica de um serviço, processo ou produto, com características "disruptivas", ou seja, que provocam uma quebra de paradigmas com "padrões, modelos ou tecnologias" já sólidos. Também pode ser "aquilo que interrompe o curso normal", cria uma "interrupção" ou "descontinuidade".

O termo foi adotado por empreendedores do Vale do Silício e passou a fazer parte do vocabulário do marketing. Neste artigo em particular, falaremos sobre as empresas disruptivas, consideradas inovadoras. Acompanhe!

O que essas empresas têm em comum?

Quase todos os empreendedores e setores de inovação buscam "interromper" a indústria. Afinal, é o que toda empresa disruptiva de sucesso tem em comum, e que é importante para aqueles que querem ser disruptivos por si mesmos. E que fatores seriam esses? Acompanhe para descobrir.

Resolvem um problema

Pode parecer óbvio, mas a primeira coisa a fazer é entender o motivo da necessidade de uma nova tecnologia.

Descubra por que o processo existente está falhando e insira a sua tecnologia no mercado como uma solução.

Além disso, uma tecnologia disruptiva deve facilitar as coisas, nunca complicá-las. Observe sempre e tenha em mente que fazer algo digital só por fazer não significa necessariamente que você está resolvendo um problema da organização ou do cliente. Mantenha as suas propostas de valor e experiência do consumidor na vanguarda ainda no estágio de desenvolvimento.

Mudam o cenário competitivo

As melhores tecnologias disruptivas geralmente pegam o mercado de surpresa. O segredo é resolver um problema, inovando de forma simples e se diferenciando das tecnologias emergentes.

As inovações disruptivas têm a flexibilidade de se transformar em algo que quase qualquer pessoa, de qualquer setor, pode achar valioso. É por isso que as empresas disruptivas devem estar constantemente pensando fora da caixa, encontrando maneiras melhores e mais inteligentes de fazer as coisas.

Refinam o modelo de negócios antes do produto

Uma coisa importante que as empresas disruptivas têm em comum (mas muitos empreendimentos ficam aquém do esperado) é que elas criam um modelo de negócios sólido. Antes de refinar os seus produtos, eles ajustam o seu modelo de negócios até que esteja perto da perfeição.

Causam uma mudança comportamental

A característica mais importante de todas! A inovação disruptiva pode realmente ser classificada como um movimento. E o sucesso acontece quando a inovação provoca tal convicção ao usuário final que ele se adapta à nova tecnologia e não consegue mais viver sem ela.

Pense em smartphones, por exemplo. Até pouco tempo atrás, precisaríamos de vários dispositivos diferentes para ter as mesmas funções: telefone, e-mail, câmera, lista telefônica e videogames. Colocar tudo isso em um mesmo lugar foi uma excelente ideia, não é mesmo?

Como a inovação disruptiva promove tantos cases de sucesso?

A ruptura correta pode mudar o mundo! Apresentaremos agora alguns dos disruptores mais famosos. Confira!

Wikipedia

A Wikipedia até foi utilizada neste artigo para explicar o conceito de inovação disruptiva, e acabou virando exemplo. Ela entrou no mercado há muitos anos, pondo fim aos vendedores que batiam à nossa porta vendendo enciclopédias caríssimas.

No site, temos todas as informações possíveis, disponíveis em várias línguas, tudo realizado de forma colaborativa. Uma ideia fantástica!

Twitter

O Twitter é um ótimo exemplo, pois foi criado como um aplicativo SMS para transmitir mensagens para amigos. Ou seja, começou como uma plataforma para uma comunidade de nicho. Hoje, tornou-se uma rede de informações, dando suporte a todo tipo de comunicação: desde celebridades transmitindo os seus pensamentos até jornais importantes publicando as maiores notícias. 

Airbnb

Inicialmente, os fundadores do Airbnb se concentraram em disponibilizar casas ou pequenas pousadas, em locais com grandes eventos onde não havia vagas de hospedagem para todos os visitantes esperados.

Eles perceberam que a economia compartilhada é a cara dos millennials ― que querem vivenciar experiências em todos os lugares de forma barata e com segurança.

A plataforma então cresceu. Da necessidade desesperada por uma hospedagem barata, passou a ser uma opção viável e popular para os viajantes.

Uber

O Uber chegou para revolucionar o ambiente do transporte urbano, concorrendo com os taxistas. Alguns não gostaram, mas outros aderiram ao Uber e agora têm mais uma alternativa de trabalho como motorista.

Esse app chegou a gerar protestos em várias partes do mundo. Atualmente, a empresa está investindo em carros autônomos. O que será que vem pela frente no futuro do transporte urbano?

Apple

Não tem como não mencionar a Apple. Porém, não falaremos sobre os seus telefones ou tablets. A gigante está agora inovando com um chip: o A12 Bionic.

É o primeiro processador do setor criado em um processo de fabricação de 7 nanômetros. Os 6,9 bilhões de transistores do A12 oferecem um desempenho muitas vezes mais veloz, menor consumo de energia e robustez para lidar com aplicações pesadas.

Vimos aqui o que as empresas inovadoras fazem para conseguir produtos ou serviços que atendam ao conceito da inovação disruptiva. Além disso, vimos alguns cases de sucesso para que você se inspire e saia na vanguarda em sua empresa.

Tenha em mente também que produtos e serviços verdadeiramente disruptivos revelam problemas que, às vezes, os usuários finais nem perceberam que estavam lá. E isso tudo faz parte da mudança de comportamento que é crucial para a inovação disruptiva.

O investimento nesse setor é e sempre será decisivo para que a empresa saia na frente em seu segmento de negócios. E você, já teve algum insight capaz de inovar a sua companhia? Aproveite e compartilhe com os seus amigos nas redes sociais!

Compartilhe:
Veja mais sobre digital_transformation

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas

Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível. Ao continuar a navegar no site, você concorda com esse uso. Para mais informações sobre como usamos cookies, veja nossasPoliticas de Privacidade.