Conheça a Metodologia Ágil Scrum e Aprenda a utilizá-la na sua empresa

01 de Março de 2019 por Stefanini

Metodologia Ágil e a transformação digital 

A Metodologia Ágil está se tornando um assunto comum entre as empresas que têm a necessidade de oferecer as melhores soluções para seus clientes. Nesse cenário, muitas companhias buscam conhecer e aplicar metodologias ágeis como o Scrum e o Kanban, que dialogam diretamente com a transformação digital.

Hoje, as práticas de gestão de negócios precisam se alinhar às novas exigências do mercado, muito relacionadas à entrega de valor ao cliente de forma transparente e colaborativa. Essas metodologias surgem, então, como uma excelente solução para melhorar o trabalho e potencializar as entregas, eliminando gaps e viabilizando a otimização dos processos.

Pensando nisso, preparamos este artigo para solucionar suas dúvidas sobre Agile e Scrum. Boa leitura!

Agile

A metodologia ágil começou com o Manifesto Ágil, que foi lançado em 2001. Trata-se de uma certidão de princípios que constituem o desenvolvimento ágil de softwares. O método baseia-se em uma melhoria progressiva com foco no cliente, de forma a facilitar a coordenação e otimizar recursos.

Não é fácil prever todas as necessidades de um projeto logo no início de sua implementação. Qualquer alteração nas etapas de desenvolvimento pode implicar em um custo bem elevado. Por isso, o Agile procura reduzir gaps incrementais para resultados mais efetivos.

Objetivos

A metodologia ágil reúne uma série de valores e princípios que têm como objetivo principal nortear as ações de equipes ágeis. Assim, elas permanecem concentradas nas funções que realmente agreguem valor para os clientes e para o projeto.

O manifesto é baseado em 4 valores e 12 princípios. O documento se tornou uma espécie de guia para orientar as ações e as escolhas de ferramentas e métodos dos times de projetos, elevando os resultados.

Valores da Metodologia Ágil

Os 4 valores que constituem a metodologia Agile são:

  • maior interação entre indivíduos do que entre ferramentas e processos;
  • mais softwares em funcionamento do que documentação extensa;
  • parceria com os clientes acima das negociações de contrato;
  • seguir um plano não deve ser mais importante do que a adaptabilidade.

Princípios

Com relação aos princípios, é importante:

  • priorizar a satisfação dos clientes por meio de entregas constantes de valor;
  • saber aceitar as mudanças de condições em qualquer etapa dos processos;
  • realizar entregas frequentes e com o menor tempo possível;
  • trabalhar em conjunto com a equipe de negócios e com os desenvolvedores de software em todo o projeto;
  • oferecer suporte e condições necessárias às pessoas, além de confiar nelas para a realização das tarefas;
  • manter uma comunicação pessoal, de forma a transmitir todas as informações necessárias ao time de desenvolvimento;
  • manter o funcionamento do software, como medida primária de progresso;
  • entender que as pessoas envolvidas devem ser capazes de permanecer em um ritmo constante, pois processos ágeis proporcionam um desenvolvimento sustentável;
  • ter atenção ao primor técnico eleva a agilidade;
  • eliminar o máximo de trabalhos que não agregam valor ao produto, privilegiando a simplicidade;
  • desenvolver equipes auto-organizáveis;
  • refletir com regularidade sobre como aumentar a eficácia e eficiência para aperfeiçoar processos.

Scrum

Dentro das possibilidades do desenvolvimento ágil, surgiram outas soluções que utilizam os conceitos de iteração contínua nos projetos. O Scrum, por exemplo, é um framework que permite a entrega de produtos com alto valor agregado e em prazos curtos, por meio soluções para problemas menos complexos. Conheça mais sobre essas possibilidades a seguir.

Papéis fundamentais

Os 3 papéis fundamentais do Scrum são:

  • product owner: é o ponto central do projeto ágil, pois é o responsável por exercer a liderança no sentido de dizer o que precisa ou não ser feito em relação ao produto que está em desenvolvimento;
  • Scrum master: além de ser a ponte entre a equipe Scrum e a área de negócios, é quem age como um mentor tanto para o product owner quanto para o time de desenvolvimento. É a pessoa que ajuda a compreender os princípios, valores e práticas do Scrum;
  • equipe: é a parte responsável pelo desenvolvimento e teste do produto. Por isso, é importante que seja auto-organizada e multidisciplinar. Não deve ter muitos membros, para não dificultar a comunicação e afetar a produtividade.

Documentos e atividades

No Scrum, os projetos são divididos em ciclos (geralmente mensais) denominados sprints. Cada sprint equivale a um Time Box no qual um grupo de tarefas deve ser executado. Isso acontece porque os trabalhos realizados por métodos ágeis de desenvolvimento de softwares são divididos em iterações.

As aplicações que serão implementadas nos projetos são mantidas em uma lista chamada product backlog. No começo de cada sprint, é necessário fazer uma reunião de planejamento (sprint planning meeting) na qual o product owner define os itens da pauta e a equipe estabelece as tarefas que ela será capaz de implementar durante a etapa que se inicia.

É importante que a equipe faça uma breve reunião a cada dia de uma sprint, chamada normalmente de daily Scrum. O objetivo é propagar o conhecimento sobre todas as atividades feitas no dia anterior, permitindo que sejam identificados impedimentos e definindo o trabalho do dia que se inicia.

Ao final de um sprint, a equipe mostra as aplicações implementadas em uma reunião de revisão. Por fim, é feita uma retrospectiva e o grupo de trabalho parte para o planejamento do próximo sprint. Assim, o ciclo reinicia.

Decisão

O mais interessante é que as empresas podem combinar o melhor de cada método e elaborar um procedimento que atenda às necessidades dos gerentes e desenvolvedores de projetos. A própria experiência organizacional pode indicar metodologias ágeis para equipes de alto desempenho.

O ideal é contar com o suporte de uma empresa de tecnologia que preste esse tipo de serviço. Assim, a transição de sistemas fica mais tranquila, pois as equipes são preparadas para fornecer um processo de mudança que considera todas as particularidades do seu negócio.

A jornada para a transformação digital deve ser personalizada e respeitar os objetivos de cada empreendimento. Agora que você já conhece as metodologias Agile e Scrum, pode introduzir mudanças que melhoram o desempenho das equipes e alcançar a satisfação dos clientes.

Gostou deste conteúdo? Então, não deixe de ler mais sobre o assunto e conheça os 5 benefícios que a metodologia lean startup pode trazer para seu negócio!

Compartilhe:
Veja mais sobre agile design_thinking scrum

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas