Mais eficiência e geração de negócios

16 de Julho de 2019 por Natália Flach

Banco Votorantim adota ferramenta Dynatrace para detectar problemas de forma rápida, garantir mais produtividade e gerar parcerias de sucesso

O setor financeiro é um dos que mais investe em tecnologia: de acordo com a Febraban, o valor chegou a R$ 19,5 bilhões no Brasil em 2017. Em um mundo hiperconectado, investir em soluções e ferramentas que promovam a transformação digital é fundamental para se diferenciar no mercado, melhorar a estratégia e conquistar mais clientes. 

O Banco Votorantim sabe bem disso. Com o auxílio da ferramenta de monitoramento Dynatrace, implementada pela Stefanini, a empresa conseguiu sair na frente dos seus concorrentes e fechar uma importante parceria com o Neon Pagamentos em menos de uma semana. “O Neon Pagamentos recebeu oferta de dez bancos: por que escolheram o Banco Votorantim? Por causa dos nossos conceitos e da nossa capacidade de integração graças à ferramenta implementada, que permite disponibilizar serviços com segurança e escalabilidade em apenas um dia”, explica Marcelo Toledo, gerente de infraestrutura do Banco Votorantim. 

 

Projeto de sucesso

 

A Stefanini implementou a ferramenta Dynatrace no Banco Votorantim em 2015. Por meio dela, tornou-se possível detectar rapidamente a origem de problemas operacionais e também garantir mais produtividade entre os colaboradores na aplicação dos processos. O monitoramento é baseado na experiência dos clientes e impulsionado por Inteligência Artificial, o que garante que as performances digitais, tanto nas navegações feitas pela web quanto nos dispositivos móveis, sejam de alto nível. “Antigamente, usávamos uma ferramenta que não nos apresentava todo o espectro de operações, o que podia acarretar em perda de clientes. Com a Dynatrace, passamos a monitorar tudo de ponta a ponta”, ressalta Toledo.

A tecnologia possui dashboards intuitivos, que possibilitam acompanhar o que ocorre em cada camada das transações, localizar exceções que possam atrapalhar o funcionamento das aplicações, identificar as causas que geram demora nas respostas e monitorar - de ponta a ponta - a performance de todo o sistema. Essas características permitiram detectar, em pouquíssimo tempo, que a instabilidade no aplicativo do Banco Votorantim relatada por clientes em Manaus não se devia a um problema da solução e, sim, da rede 3G. “Em uma hora detectamos qual era a origem do problema, o que acabou representando redução de custos”, afirma Toledo.

Isso porque falhas nos sistemas ou até mesmo o atraso em alguns segundos na aplicação on-line são suficientes para fazer o consumidor migrar para o concorrente, um dos gargalos em que a Dynatrace está fortemente comprometida em evitar. “Nosso principal produto é financiamento de veículos. Se o cliente não consegue fazer a simulação rapidamente, acaba dando preferência a outro banco, o que representa uma perda de receita potencial”, acrescenta. 

O projeto deu tão certo que, dois anos depois, a tecnologia se tornou peça-chave para a tomada de decisão da instituição financeira, deixando de ser somente uma ferramenta reativa. “À medida que fomos expandindo o uso da solução, ganhamos sinergia com as áreas de desenvolvimento, que passaram a usá-la na hora de definir a estratégia de lançamento de produtos”, explica Rafael Fontes, coordenador de infraestrutura do banco. 

Com o aumento da demanda interna, uma equipe de infraestrutura passou a ajudar outras áreas no desenvolvimento de dashboards. O objetivo era usar o monitoramento tanto no teste de novos produtos quanto na análise de resultados diários. “A ferramenta se tornou referência, não vivemos sem ela para fazer monitoramento”, afirma Fontes. Para se ter ideia, a tecnologia foi essencial para a reformulação do site: o banco conseguiu detectar o total de acessos por celular e o navegador mais utilizado e, a partir disso, tomou decisões estratégicas. Além disso, foi essa virada de chave para a transformação digital que permitiu que a instituição financeira formalizasse a parceria com o Neon Pagamentos em pouquíssimos dias. 

Agora, o projeto está em fase de expansão. “A ideia é suportar todas as áreas: começamos com varejo e depois passamos para digital, que é a que mais nos demanda. Agora, estamos entrando em atacado”, acrescenta Fontes. A expectativa é que até o fim do ano a plataforma esteja rodando em todos os setores do banco. Segundo Jean Calixto da Silva, gerente de negócios da Stefanini, essa estratégia é essencial para dar conta das transformações rápidas que acontecem no mundo.

Para a Stefanini, a parceria reforça o seu posicionamento estratégico e intensifica a colaboração com a Dynatrace que está bem posicionada no Quadrante Mágico do Gardner como um dos líderes em Policátion Performance Monitoring (APM). “A Stefanini investe cada vez mais em transformação digital para conectar toda a experiência do usuário ao disponibilizar ferramentas inovadoras que ampliem a geração de resultados e a melhoria da experiência com produtos e processos, garantindo um monitoramento em tempo real do comportamento de cada cliente em múltiplos canais de atendimento”, finaliza Filipe Cotait, diretor de tecnologia da Stefanini Scala.

Compartilhe:
Veja mais sobre digital_transformation

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas