Campo de algoritmos: Novo modelo de negócios auxilia o produtor agrícola

23 de Julho de 2019 por Vera Aranha

IHM Stefanini e Hidroferti criam plataforma sustentável com tecnologia de ponta 

Dados recentes divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, mostram que a agroindústria brasileira continua se recuperando, com aumento de volumes, o que estimula a demanda por serviços e outros setores econômicos. Diante desta boa notícia, a hora é de investir em projetos que vão agregar ainda mais valor para a agricultura. É o que faz a IHM Stefanini, empresa do Grupo Stefanini especializada no segmento industrial. 

A companhia formou, em agosto de 2017, uma joint venture com a Hidroferti, empresa que se dedica à geração de soluções tecnológicas para o gerenciamento e monitoramento do processo de produção agrícola. A parceria rendeu bons frutos, como a Hydrocontroll – primeira plataforma de produtos e serviços que engloba todo o segmento agrícola, implantada com o uso de tecnologias como Inteligência Artificial, Machine Learning, automação e robótica, além de softwares de gestão e aquisição de dados para tomada de decisão. 

A Hydrocontroll utiliza sistema de gestão e inteligência conectado às áreas irrigadas, responsável por gerenciar dados sobre as necessidades hídricas das plantas e informações agrometeorológicas, além de otimizar o consumo de energia. Com alinhamento sustentável, o projeto prevê economia de água e energia, incluindo o fator segurança, tão necessário na tomada de decisão, tendo ainda benefícios indiretos como menores perdas de fertilizantes, redução da incidência de doenças em plantas e aumento de produtividade.

“Nossas soluções de TI e de automação industrial para setores essenciais como a agricultura é primordial para oferecer aos nossos clientes opções que auxiliam seus negócios de forma robusta e sólida”, afirma José Luiz Moreira, CEO da IHM Stefanini. 

As vantagens para o produtor agrícola são muitas e a plataforma Hydrocontroll pode ser aplicada para várias culturas (milho, soja, algodão, café, frutas, entre outros) em áreas de qualquer extensão, sejam elas em dimensão de média e de grande produção. 

A plataforma engloba três módulos. Um deles é dedicado ao monitoramento de dados relevantes para a irrigação, tais como a umidade do solo, chuvas localizadas, microestações metereológicas, sensores de molhamento foliar (período em que as folhas permanecem molhadas) e de temperatura das plantas. Outro módulo realiza o monitoramento de variáveis de campo tanto para temperatura de solo quanto para a umidade de solo. Neste caso, apresenta o resultado real como complemento e corretor dos modelos de cálculo do método Analytics, além de monitorar o movimento de água no solo. Também conta com o módulo que completa a automação dos equipamentos, com acesso remoto, atuando de forma integrada aos demais módulos, com ligamento e desligamento dos equipamentos totalmente automatizados, de acordo com as informações processadas. O sistema Hydrocontroll conta com pivôs centrais, que permitem a irrigação das áreas. 

            “As vantagens desta plataforma envolvem automação, acesso remoto, redução de custos e de mão de obra, além de permitir acesso a decisões fora do local da área plantação, com uso de telemetria dos dados e monitoramento, onde os operadores conseguem visualizar um amplo status de funcionamento dos equipamentos”, destaca Alexandre Mudrik, diretor de Tecnologia Agrícola da Hidroferti. “Há ainda toda a otimização de funcionamento em horários econômicos e melhoria na conservação dos equipamentos com os dispositivos de segurança”, complementa Mudrik.

A Hidroferti tem a propriedade de um algoritmo para o cálculo da necessidade de volume de água a ser irrigado de acordo com a fase de crescimento da plantação. A IHM Stefanini trouxe para o negócio toda a sua experiência em novas tecnologias (IoT, IA, Cyber Security, Mobile) e na gestão do processo de inovação para transformar a propriedade intelectual em uma plataforma de tecnologia de ponta, capaz de, por um lado, maximizar o resultado oferecido para os nossos clientes e, por outro, criar um modelo de negócio exponencial e rentável.

Hub de inovação para indústria mineral

Desde dezembro de 2018, a IHM Stefanini integra o primeiro hub de inovação para indústria mineral no mundo, localizado em Belo Horizonte (MG). A iniciativa é pioneira para a indústria mineral em nível global. O Hub tem a participação confirmada de alguns dos principais players do setor e abriga um centro de inovação para startups, empreendedores, mineradoras e empresas integrantes da cadeia de fornecimento da indústria. O objetivo da IHM Stefanini é manter uma rotatividade das equipes no espaço, além de promover uma maior interação de seus profissionais com os times das outras organizações participantes.

A IHM atende a setores da indústria consolidados no Brasil, caracterizados pelo acompanhamento tecnológico das tendências mundiais. Com isso, a companhia tem adotado novas formas de governança e metodologias de trabalho que possam atender às demandas do mercado. 

Compartilhe:
Veja mais sobre industria_4_0

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas