8 aplicações de blockchain que você precisa conhecer

17 de Dezembro de 2018 por Stefanini

Você conhece as aplicações de blockchain nas empresas? Além de ser uma das inovações mais empolgantes da transformação digital pela qual passamos, essa tecnologia esbanja versatilidade e é bem-vinda em diversos segmentos. Segurança, unificação e otimização são apenas alguns exemplos dos ganhos que ela traz.

Devido à relevância enorme do assunto na atualidade, preparamos este artigo. Ao longo do texto, você entenderá como ele pode ajudar na transmissão de conteúdo, na assinatura de contratos, sistemas de pagamento e muito mais. Boa leitura!

Os dados sobre o blockchain

Foi-se o tempo em que a forte criptografia do blockchain era restrita ao mercado de criptomoedas. Com o passar do tempo, a indústria e o mundo corporativo, em geral, perceberam a gama de aplicações dos blocos encadeados.

Segundo dados levantados em uma pesquisa feita pela Deloitte, cerca de 40% dos respondentes disseram que suas empresas pretendem investir mais de 5 milhões de dólares nessa tecnologia em 2019. 

Ainda de acordo com o estudo, os segmentos que mais veem valor nas contribuições que o blockchain pode trazer são:

  • serviços financeiros;
  • mídia e telecomunicação;
  • bens de consumo;
  • saúde;
  • óleo e gás;
  • automotivo;
  • setor público;
  • alimentício. 

As aplicações de blockchain

A seguir, listamos as 8 aplicações do blockchain que podem levar a sua organização a um ganho significativo de performance e desempenho. Confira!

1. Transmissão de conteúdo

Serviços baseados em transmissão de conteúdo, como Netflix e Spotify, têm muito a ganhar com o blockchain. Afinal, a tecnologia é útil para conferir mais segurança ao armazenamento de dados, algo extremamente necessário para o bom funcionamento dessas plataformas. 

Outro ponto que deve ser ressaltado é o fato do blockchain armazenar de forma descentralizada. Isso ajuda a conectar artistas aos acordos de licenciamento relacionados às músicas disponíveis no catálogo. Assim, os custos operacionais são reduzidos e a qualidade do serviço tende a melhorar: o consumidor também sai ganhando. 

2. Contratos inteligentes

Muita gente não sabe, mas diversos contratos podem ser validados por meio do encadeamento de dados. Isso não se aplica a todo e qualquer tipo de compromisso, é claro, mas eles abrangem desde os contratos de garantia aos honorários de um advogado.

Os contratos inteligentes registrados no blockchain podem ser validados e conferidos em tempo real por pessoas autorizadas. Na prática, as partes envolvidas têm muito mais segurança de que os termos acordados serão devidamente honrados. Caso algum imprevisto ocorra, a certificação poderá ser utilizada como prova em disputas judiciais.

Sua empresa pode economizar e se livrar de vários trâmites burocráticos com essa aplicação. Lembre-se de que os contratos com fornecedores e até mesmo com os colaboradores podem ser feitos dessa forma.

3. Identidades digitais

Se o RH é digital, por que não lidar com identidades virtuais? Afinal, na era da informação, os dados são os principais ativos de uma organização — por isso, eles demandam uma boa proteção.

Uma identidade em blockchain pode registrar as informações sobre os funcionários e tornar as ações deles na rede mais controláveis. Assim, a segurança em torno de dados confidenciais da empresa é aprimorada e as fraudes serão cada vez mais raras.

4. Serviços financeiros

Transações financeiras embasadas em blockchain podem ser menos burocráticas e, acredite, mais seguras. Para se ter ideia, quando fazemos uma compra ou venda no cartão, inúmeros avisos são disparados para as operadoras, bancos e gateways responsáveis.

A folha de pagamento da empresa, por exemplo, enfrentaria um caminho mais curto até ser completamente quitada. Caso a sua organização precise vender produtos e/ou serviços de forma direta, essa aplicação também seria bastante vantajosa. 

5. Inteligência dos objetos

É um fato inquestionável o poder crescente da internet das coisas. Porém, com um número gigantesco de objetos inteligentes no mundo, será necessário encontrar um "lugar" para registrar a quantidade gigantesca de informações que eles produzem o tempo todo.

Uma smart house que compra energia de uma empresa distribuidora, por exemplo, poderá negociar e fazer pagamentos sozinha se tiver sua identidade devidamente registrada em uma cadeia de blocos.

6. Rastreio 

Não é de hoje que as gigantes do varejo perceberam a importância da digitalização. Não é por acaso que, atualmente, o Walmart usa o blockchain para rastrear a sua rede de fornecedores. A ideia é conseguir identificar os produtores com mais facilidade caso haja algum problema com a comida.

Imagine chegar à prateleira do supermercado e conseguir saber onde aquele milho foi plantado ou qual é a procedência daquela caixa de leite. Aos poucos, isso aproximará quem produz de quem consome, estimulando o consumo consciente e valorizando a produção sustentável.

Para empresas que têm dificuldades em fazer uma gestão eficiente do estoque ou não conseguem controlar extravios relacionados à logística, trata-se de uma ótima alternativa.

7. Direitos autorais

No Brasil, o direito autoral sobre uma música, livro ou vídeo nasce com a obra. Sendo assim, nenhum registro é mandatório, por mais que sejam feitos por órgãos reguladores, principalmente, quando se fala em patentes.

Apesar disso, registrar as criações de sua organização é uma maneira de ter uma prova extra em eventuais disputas jurídicas. Assim, há como comprovar que determinado conteúdo já existia daquele jeito em um dado momento.

Cientistas, escritores e artistas em geral podem proteger suas criações e criar contratos inteligentes para assegurar os royalties nos mais diferentes tipos de utilização da sua obra.

8. Burocracia

automatização de processos é a chave para otimizar o funcionamento geral de uma empresa. Nesse sentido, o blockchain — que tem sido utilizado por diversos governos ao redor do mundo — também pode ajudar muito. 

Na Estônia, por exemplo, o Estado criou mecanismos para que os cidadãos pudessem abrir empresas ou contas em banco e pagar seus impostos pela própria web. Em longo prazo, essa medida acarreta uma redução de custos, além de simplificar uma porção de processos. O setor público, em geral, pode se beneficiar muito desse tipo de aplicação.

Existem muitas aplicações de blockchain e muitas delas podem auxiliar a sua organização a crescer. Da segurança de dados à transmissão de conteúdos, essa tecnologia tem se alastrado e melhorado muitos aspectos. 

Agora que você já sabe mais a respeito dela, aproveite para conhecer as características da indústria 4.0!

Compartilhe:
Veja mais sobre blockchain

Solicite uma proposta dos nossos especialistas