Gosta de viajar? Saiba como se tornar um nômade digital

Ser um nômade digital é a oportunidade perfeita para trabalhar e conhecer lugares incríveis. Saiba o que fazer para seguir esse estilo de vida.

01 de Dezembro de 2021 por Stefanini

Já imaginou desbravar diferentes lugares do mundo enquanto trabalha de forma remota e paga todos os seus boletos no final do mês? Imagina só quantas culturas, comidas e pessoas incríveis você vai conhecer? Pois é, esses são alguns dos benefícios de se tornar um  nômades digital!

Com a intensificação do home office, muitos profissionais se viram livres para conhecer outros lugares sem a necessidade de tirar férias. Afinal, onde tem um Wifi e um bom computador, é possível trabalhar.

No entanto, não podemos romantizar esse estilo de vida. Pelo contrário….

Para ser um nômade digital é preciso se conhecer

Por acaso você já ouviu uma frase parecida com “se você está triste, será triste em qualquer lugar do mundo”? Então, muitas pessoas decidem viajar pelos motivos errados, em uma busca constante pela felicidade.

No entanto, o bem-estar é algo que vem do nosso interior, da nossa mente. Por isso, é tão importante avaliar como você está se sentindo, se está disposto ou disposta psicologicamente a lidar com perrengues, barreiras de linguagem e cultura, entre outros desafios. 

Lembre-se de que muitos dos nossos sentimentos e questões pessoais se intensificam em viagens, porque acabamos nos sentindo mais vulneráveis frente a um mundo completamente desconhecido. 

A saúde física também deve ser levada em conta.

Faça um check up completo da sua saúde para ter certeza de que está tudo bem. Além disso, você jamais deve viajar (nem é permitido, inclusive) sem um plano de saúde. Por mais básico que seja. É aquele ditado: é melhor prevenir do que remediar.

Ah, e o desapego, é claro!

Para ser um nômade digital você vai ter que se desapegar de pessoas, pets e objetos. E olha, é dolorido mesmo! Mas tem gente que tem maior facilidade para lidar com essas questões.

Para descobrir se você é assim também, faça um teste: separe o que é essencial para você, coloque em uma mala e tente viver somente com esses itens na próxima semana. 

A tríade do financeiro: segurança, investimento, custo de vida

Pronto, agora que você está emocionalmente, fisicamente e psicologicamente bem para se jogar na estrada, podemos falar de grana. Aqui, é preciso prestar atenção em três categorias financeiras:

dinheiro de segurança: nômades bem sucedidos falam que você precisa ter pelo menos 6 meses de salário garantido. Essa quantia não deverá ser gasta durante a viagem. É apenas para emergências ou caso você deseje mudar seus planos de vida;

investimentos: não tem como escapar, você terá que aprender a investir o seu dinheiro para que tudo ocorra bem. Quanto mais você entender sobre o mercado financeiro e sobre a administração do seu próprio bolso, maior qualidade de vida e liberdade profissional você terá;

custo de vida: enxugue ele! Veja o que dá para reduzir no seu custo de vida, pois você vai precisar no começo;

Trabalho: emprego principal e outras fontes de renda

Graças ao home office, já dá para cortar todo aquele estresse de procurar trabalho em outras cidades. Então se a sua empresa permite que você seja remoto 10% do tempo, já é meio caminho andado.

Por outro lado, é interessante que você explore outras fontes de renda, mesmo que também sejam feitas à distância. Dessa forma, você terá mais dinheiro para aproveitar ainda mais a sua aventura.

Equilíbrio entre trabalho e lazer

Tá aí um baita desafio, né? Você vai passar muitos dias lindos de sol trabalhando dentro de casa, mas isso faz parte! Basta se organizar direitinho para poder aproveitar seus momentos de turista com tranquilidade. Lembre-se que esse é um dos motivos que te fizeram se tornar um nômade digital.

Existem outros aspectos que podem te ajudar a manter esse equilíbrio:

viagem teste: antes de sair mundo afora, tente passar de 15 a 20 dias em outra cidade para simular como seria a sua vida de nômade digital. Nesse período, você colocará em prática todo o seu planejamento com mais tranquilidade, sem tanto medo de errar. E de bônus, você também vai descobrir o que pode estar faltando para que a sua jornada seja ainda melhor;

orçamento x destino: para não ficar dentro de casa se matando de trabalhar, é importante que você comece com destinos mais baratos, que caibam no seu orçamento e deem margem para sua diversão. Aqui, é importante sonhar com os pés no chão e ter paciência com a sua evolução;

travel hacking: fique sempre de olho em passagens e hospedagens em promoção;

Cartão de crédito, plano de dados e visto nômade

Se você pretende viajar para fora do país, é melhor já começar a pensar em cartão de crédito e internet. Inclusive, já existe um cartão feito especialmente para nômades digitais, acredita? Ele se chama Nomad e você pode criar aqui no Brasil mesmo.

Também rola abrir uma conta lá fora, em bancos como o Wise e o N26. O importante é ter uma ou mais dessas opções, pois não vai ser legal levar todo seu dinheiro em espécie, né? Além disso, você vai pagar menos taxas na hora de fazer o câmbio.

Em relação à internet, você terá que contratar um plano de dados local, comprar um chip ou, se for para os EUA, criar uma linha telefônica no Google Ofy. Ele funciona em qualquer lugar do mundo (por um tempo limitado), mas só pode ser ativado em terras norte-americanas.

Por último, mas não menos importante, agora existe o visto para nômades digitais. Loucura né? Dá para você entrar em determinados países de forma legal e morar por lá entre 6 meses e um ano. Facilita demais a vida!

Se você chegou aqui, agora os principais passos para que a sua aventura seja inesquecível (no bom sentido!) É claro que sempre vão acontecer alguns perrengues, mas eles rendem muitas risadas e histórias para contar no futuro. 

O intuito é ir atrás dos seus sonhos, arriscar, errar, tentar de novo, tentar melhor. É esse jeito de enxergar a vida e o trabalho que a gente acredita e se você também pensa assim, talvez seu lugar seja aqui!

Compartilhe:
Veja mais sobre nômade digital

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas