Intraempreendedorismo - Aprenda a desenvolver essa habilidade

Você sabe o que significa intraempreendedorismo?

21 de Novembro de 2019 por Stefanini

Confira o conteúdo deste artigo e aprenda o significado do termo e como, quando desenvolvido, ele pode ajudar a sua construir uma carreira de sucesso.

Uma das habilidades mais valorizadas no mercado de trabalho, atualmente, é o intraempreendedorismo. Talentos que conseguem entender como ela funciona e implementam esse estilo de atuação no seu dia-a-dia, têm muito mais chances de construir uma trajetória profissional bem-sucedida.

É exatamente por esse motivo que preparamos este conteúdo. Nele, você vai entender o que significa o termo, qual é o perfil do profissional que consegue desenvolvê-lo e que tipo de ambiente é propício para este desenvolvimento. Além disso, preparamos algumas dicas para que você consiga desenvolver esta habilidade. Aproveite!

Entenda o significado do termo “intraempreendedorismo”

Tradução da expressão “intrapreneur”, que significa empreendedor interno, o termo pode ser explicado como a capacidade que alguns colaboradores têm, de atuarem como empreendedores dentro das suas respectivas empresas.

É claro que esse empreendedorismo difere do tradicional, que é praticado por quem começa um negócio ou cria um produto do zero. No nosso caso, o intraempreendedor é o colaborador que tem seus olhos abertos para o que acontece de novo no mercado e traz essas novidades para a sua empresa. Mais do que ser um pesquisador de inovações, ele melhorará processos e desenvolverá produtos, sempre pensando na evolução da instituição que representa.

Quais ambientes incentivam o intraempreendedorismo?

O incentivo ao intraempreendedorismo está diretamente ligado à Cultura Organizacional da empresa. É necessário criar um ambiente favorável, livre, no qual os colaboradores se sentirão autorizados a criar, dar sugestões e começar novos projetos. É muito difícil fomentar essa autonomia, quando a empresa tem processos engessados, que dificultam o dia-a-dia de quem nela trabalha.

Os gestores também são fundamentais para o incentivo do intraempreendedorismo. Por mais que essa habilidade dependa dos esforços e do interesse de cada um, um gestor pode e deve auxiliar seu colaborador a concretizar o seu projeto, através da abertura de portas, dicas de organização, mediação de contatos, entre outros.

Qual é o perfil de um intraempreendedor?

O profissional que pode se chamar de intraempreendedor é aquele que não se sentirá satisfeito apenas com as tarefas que lhe forem destinadas. É preciso ter visão sistêmica do negócio, olhos abertos para a concorrência e seus lançamentos, saber como estão os indicadores do negócio onde atua, gostar de construir projetos desde o início e, principalmente, ter paixão por achar soluções para problemas complexos. É importante deixar claro que melhorar um processo já existente ou criar um processo que vai solucionar problemas, são iniciativas tão valiosas quanto a criação de um novo produto.

Quer aprender a desenvolver essa habilidade?

Elencamos as atitudes fundamentais para que um profissional possa efetivamente desenvolver o seu lado intraempreendedor.

1 – Entenda se a sua empresa quer um colaborador com esse talento

Uma das principais frustrações de quem tem a alma de empreendedor é ter os seus projetos barrados pela empresa ou por seu chefe direto. Isso acontece porque, ainda hoje, muitas instituições não estão abertas para inovações e mudanças em processos já consolidados. Por isso, verifique antes se no seu ambiente de trabalho existe essa abertura.

2 – Questione se você é realmente um intraempreendedor

Outro ponto muito importante, dentro deste tema, é o fato de que um intraempreendedor nunca tem 100% de autonomia no seu projeto. Por mais livre que seja o ambiente de trabalho, o seu projeto sempre deverá servir para a melhoria de algum processo ou produto que já existe, além da criação de novos produtos. Mesmo neste último caso, essa criação deverá ajudar a empresa a atingir seus objetivos. Por esse motivo, se você quer trabalhar sem se adaptar à regras existentes, talvez o seu caminho seja o de um empreendedor tradicional, que constrói a sua própria empresa.

3 - Invista no desenvolvimento da sua visão sistêmica

Visão sistêmica pode se resumir na capacidade de enxergar a empresa em que trabalha como “uma coisa só”. Entender como o seu trabalho se encaixa no trabalho de todas as outras pessoas da sua área é o primeiro passo. Depois entender como o trabalho de cada uma das áreas se conecta é o segundo.

Além disso, entender quais são os seus concorrentes diretos e indiretos, o que motiva os seus clientes, quais são os índices do seu segmento de atuação e quais são as metas da empresa, também são fundamentais para a construção dessa habilidade. Desenvolver a sua visão sistêmica vai te ajudar, mesmo que você não queira ser um intraempreendedor. Por isso, não perca tempo.

4 – Crie o hábito de colocar ideias no papel

Na próxima vez que você tiver uma daquelas ideias incríveis, que têm tudo para dar certo, coloque-as no papel. Ao escrever do que se trata o seu projeto, quais os recursos necessários para que ele seja desenvolvido, como ele ajudará a sua empresa a crescer ou melhorar suas operações e quanto tempo ele vai demorar para ser concretizado, será possível compreender a sua real viabilidade.

Agora que você já aprendeu o que é intraempreendedorismo e quais são os primeiros passos para que essa habilidade seja desenvolvida, é só começar!

Gostou dos nossos conteúdos? Então, continue acompanhando nossos artigos, ainda vamos abordar muitos assuntos importantes para quem quer construir uma carreira bem-sucedida.

Compartilhe:
Veja mais sobre

Vamos cocriar, solicite uma proposta dos nossos especialistas

Veja outros serviços capazes de complementar esta solução

testetetetete

testete

tatetadata

teste

tstete

aaaaaaaaaaaaaaaaa

Veja outros serviços capazes de complementar esta solução

Experiência
Experiência

testetetetete

Cyber Security
Cyber Security

testete

Machine Intelligence
Machine Intelligence

tatetadata

Enterprise Hosting
Enterprise Hosting

teste

Consulting
Consulting

tstete

IT Strategy
IT Strategy

aaaaaaaaaaaaaaaaa

Veja também

case

Cocriando soluções para um futuro melhor

case

Sophie - Assistente Virtual Inteligente