Moldando o Futuro das Operações de Mineração com Inteligência Artificial - Stefanini - PT Moldando o Futuro das Operações de Mineração com Inteligência Artificial - Stefanini - PT
Pode imaginar.
Com Inteligência Artificial a Stefanini faz.

Moldando o Futuro das Operações de Mineração com Inteligência Artificial

Play Video

O CLIENTE

Uma empresa líder no setor de recursos naturais e mineração, desempenhando um papel significativo na cadeia global de fornecimento de minerais e metais. Como um dos principais produtores de ferro, níquel e outros materiais, a empresa é uma das maiores organizações de mineração do mundo, com sede no Brasil e operações em todo o globo.


CONTEXTO E DESAFIO

A empresa cliente enfrentava um desafio significativo na gestão e manutenção de suas tubulações de minas e rejeitos. Embora existam diversas técnicas para detectar vazamentos em tubulações e dutos, esses métodos se baseiam em características comumente encontradas em tubulações de grande porte. Por essa razão, a detecção de vazamentos era um processo lento e manual, exigindo que técnicos de campo examinassem toda a extensão da tubulação - às vezes superando 60 milhas - para identificar a localização específica do vazamento, resultando na perda de materiais valiosos e no potencial impacto ambiental negativo.


SOLUÇÃO

A Stefanini desenvolveu uma solução utilizando inteligência artificial para otimizar a detecção de vazamentos, criando um modelo computacional impulsionado por algoritmos de aprendizado de máquina para monitorar variáveis provenientes de sensores ao longo de extensas tubulações. Quando ocorrem anomalias, o sistema emite alertas automatizados para um painel central de monitoramento, identificando a seção específica da tubulação com o vazamento a ser tratado.


RESULTADOS

1- Reduziu o risco ao limitar a exposição da equipe a ambientes potencialmente hostis.

2- Minimizou o impacto ambiental ao identificar e corrigir vazamentos de forma mais eficiente.

3- Aumento de 8% na eficiência operacional devido à redução de desperdícios e à diminuição do tempo de inatividade da tubulação.

4- Redução de 300% nos custos de manutenção devido aos ganhos em velocidade operacional.


Pergunte a SophieX